Tamanho do texto

Ideia Legislativa já atingiu quase 15 mil assinaturas e será debatida pelos senadores caso atinja 20 mil adeptos até o dia 13 de agosto; saiba mais

a
Getty Images
Ideia Legislativa propõe a criminalização da profissão de coach

Uma Ideia Legislativa que pretende criminalizar a profissão de "coach" viralizou nas redes sociais e já obteve mais 14 mil assinaturas. Caso a proposta consiga 20 mil adeptos até o próximo dia 13 de agosto, ela se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida no Senado Federal.

Leia também: Em Portugal, Moro diz que projeto anticrime não dá 'licença para matar'

"Se tornada lei, não permitirá o charlatanismo de muitos autointitulados formados sem diploma válido. Não permitindo propagandas enganosas como: "Reprogramação do DNA" e "Cura Quântica". Desrespeitando o trabalho científico e metódico de terapeutas e outros profissionais das mais variadas áreas", diz a proposta de criminalização do coach .

A Ideia Legislativa é uma iniciativa do Senado para que eleitores façam propostas que, caso passem pelo termos de de uso, podem ser aderidas por demais pessoas comuns. Propostas que atingem 20 mil assinaturas são discutidas pelos parlamentares.

A proposta de criminalição do "coach" foi feita por William Menezes, do Sergipe. Ela viralizou nas redes sociais após a página " Empreendedor Nem é Gente " compartilhar a Ideia Legislativa. 

De acordo com o portal do Senado, a proposta de criminalização da profissão de coach é a terceira mais popular no momento, atrás da reconhecimento do ceratocone como deficiência visual e da regulamentação do aumento de mensalidade em escolas médicas pagas.