Tamanho do texto

Jornal tenta entrevistar ex-presidente desde setembro doe 2018, mas uma decisão de Luiz Fux impedia que qualquer texto a respeito fosse divulgado

Lula concede entrevista
Ricardo Stuckert
Entrevista de Lula à Folha está autorizada


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, revogou a decisão de Luiz Fux que impedia a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jornal Folha de S. Paulo . A decisão acontece no mesmo dia em que Alexandre de Moraes revogou a decisão de que uma reportagem da revista Crusoé fosse tirada do ar.

Leia também: Alexandre de Moraes revoga decisão de censurar sites que citam Toffoli

A Folha de S. Paulo entrou com um pedido STF em setembro do ano passado pedindo a autorização para que Lula fosse entrevistado na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde está preso. O pedido foi aceito, mas dias depois o ministro Luiz Fux proibiu a entrevista ou a divulgação do texto.

Nesta quinta-feira (18), Dias Toffoli decidiu revogar a decisão de Luiz Fux no entendimento de que não há qualquer motivo para que o jornal fosse censurado. Entretanto, o presidente do Supremo ressalta que a entrevista só pode acontecer com aviso prévio à Superintendência da PF para evitar maiores deslocamentos e garantir a segurança de todos os envolvidos.

Lula está preso desde o dia 07 de abril. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

    Leia tudo sobre: Lula