Tamanho do texto

Ministra estava respondendo uma rodada de perguntas e fez o elogio quando percebeu que o namorado de Fátima Bernades não estava mais na sessão

Damares Alves
Michel de Jesus/Agência Câmara
Damares Alves foi salva por deputados do PSL na Comissão de Direitos Humanos da Câmara

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, arrancou risadas dos parlamentares presentes na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (10), após fazer elogios ao deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE).

A ministra estava respondendo a uma rodada de perguntas e procurou o parlamentar no auditório antes de falar sobre o Conjuve (Conselho Nacional de Juventude), ao perceber que ele não estava mais na sessão, Damares Alves se derreteu: "Como ele é lindo, meu Deus", disse Damares, se abanando e terminado com um suspiro.

Advogado e professor, Túlio Gadêlha está em seu primeiro mandato como deputado federal. O deputado é namorado da apresentadora Fátima Bernardes, da TV Globo e também trabalhou na campanha presidencial de Ciro Gomes (PDT-CE) na eleição de 2018.

Na mesma sessão, Damares não poupou elogios a outras deputadas como Sâmia Bomfim (PSOL-SP), sobre quem disse ser "tão jovem, tão linda, tão inteligente", e Talíria Petrone (PSOL-RJ), a quem chamou de "deputada linda".

Durante a sessão, os deputados do PSL  conseguiram dominar a comissão e orquestraram um ataque ao Ministério Público Federal (MPF), dirigido à procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat. Numa audiência nesta quarta-feira para discutir o esvaziamento de conselhos de representação social, patrocinado pelo governo de Jair Bolsonaro, deputados defensores do presidente atacaram Duprat e blindaram a ministra Damares, ambas presentes na audiência. 

A sessão durou mais de cinco horas e foi marcada por forte embate, mas com clara vantagem à defesa ferrenha do governo. Os deputados bolsonaristas estavam presentes em massa e foram os primeiros a se inscrever para falar.  A Comissão de Direitos Humanos na Câmara é presidida pelo PT. Mesmo assim, o protagonismo foi dos bolsonaristas. Damares Alves ficou blindada a maior parte do tempo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.