Davi Alcolumbre durante a sessão para eleição da presidência do Senado
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - 2.2.19
Davi Alcolumbre durante a sessão para eleição da presidência do Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse na noite dessa segunda-feira (19), em entrevista ao programa Roda Viva ( TV Cultura ), que a possível abertura da CPI da Lava Toga, com objetivo de investigar abusos no Judiciário, não faria bem para o Brasil.

Leia também: Maia convida Bolsonaro, Toffoli e Alcolumbre para encontro

"Topo fazer um diálogo em relação à reforma e ao aprimoramento da questão do Judiciário. Não vejo, nesse momento, uma CPI do Judiciário e dos tribunais superiores. Não vai fazer bem para o Brasil", afirmou Alcolumbre

O senador Alessandro Vieira (PPS-SP) deve protocolar nesta terça-feira (17), por volta das 16h, o pedido de abertura da CPI da Lava Toga no Senado, para investigar abusos e “ativismo judicial”  no Poder Judiciário. O documento tem 28 assinaturas até o momento.

Você viu?

Leia também: Projeto para militares será votado logo após a Previdência, indica Alcolumbre

Ao Roda Viva, Alcolumbre disse que o regimento interno do Senado não permite esse tipo de CPI, pois o artigo 146 determina que comissões de inquérito relacionadas à Câmara, ao Judiciário e aos Estados não são admitidas. "Seria um conflito que nós criaríamos contra o regimento interno do Senado num momento decisivo da história do Brasil", defendeu.

Para o presidente da Casa, a saída é propor uma reforma no Judiciário e debater com a Justiça os "gargalos" que estão sendo apresentados pela sociedade e pelos próprios senadores. "Acho que esse seria um caminho do debate salutar para o Congresso Nacional", disse. 

Leia também: Bolsonaro vai a churrasco por "pacto de governabilidade" com o Congresso

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo , Alessandro Vieira afirmou que a fala do presidente do Senado não coloca nenhum tipo de obstáculo para a abertura da CPI. “Não existe crise entre Poderes, a crise que existe é de poderosos que estão se sentindo ameaçados, que se achavam acima de qualquer alcance da lei e hoje se sentem ameaçados e se escondem atrás das respectivas instituições”, afirmou. Ele disse ainda que e que não cabe a Alcolumbre  “fazer um juízo de valor sobre instalar ou não a CPI". 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários