Tamanho do texto

Petista terá seu quarto mandato como governador do estado; Dias alcançou 55% dos votos neste domingo; em segundo lugar ficou Dr. Pessoa, com 20%

Atual governador, Wellington Dias (PT) foi reeleito com 55% dos votos
Danilo Bezerra/Cidades na net
Atual governador, Wellington Dias (PT) foi reeleito com 55% dos votos

O atual governador do Piauí, Wellington Dias (PT), venceu o primeiro turno da eleição no Estado e vai comandar a unidade federativa pela quarta vez. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral às 21h deste domingo (7) após apuração de 94% das urnas.

Mais de 1,8 milhões de eleitores participaram da votação em todo o Estado neste domingo, número que equivale a 74% das mais de 2,3 milhões de pessoas que compõem o eleitorado piauiense. Governador reeleito, Dias obteve 55,09% (900 mil votos) dos mais de 1,6 milhões de votos válidos registrados na eleição no Piauí. 

Em segundo lugar ficou o candidato Dr. Pessoa, do Solidariedade, escolhido por 20,81% do eleitorado (340 mil votos).

Também foram contabilizados 17% dos votos para os candidatos Luciano Nunes (PSDB); 3,74% para Fábio Sérvio (PSL) e 1,27% para Elmano (Podemos). Valter Alencar (PSC), Luciane Santos (PSTU), Professora Sueli (Psol), Romualdo Seno (DC) e Maria de Lourdes (PCO) não alcançaram 1% dos votos válidos. Brancos e nulos somaram 13%.

Os desafios para quem vencer a eleição no Piauí

Wellington Dias  terá como um de seus desafios melhorar a qualidade do ensino médio oferecido na rede estadual pública. De acordo com o Ministério da Educação, o Piauí não atingiu a meta estabelecida para o ano passado e os estudantes que concluem o ensino médio no estado têm nota média de apenas 3,3 na Prova Brasil. Foi a primeira vez desde 2005 que o Piauí não alcança a meta estabelecida no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

O equilíbrio das contas públicas também é também prioridade para o estado, uma vez que o tema afetou até mesmo atendimentos a beneficiários de planos de saúde do Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (Iaspi) e do Plano Médico de Assistência e Tratamento (Plamta) em hospitais, clínicas e laboratórios neste ano por conta da falta de pagamento do governo.

A violência também é hoje um dos principais problemas do estado, uma vez que o Piauí é hoje um dos sete estados que mais perdem competitividade em razão da insegurança, de acordo com levantamento da ONG Centro de Liderança Pública (CLP).

Vencedor no primeiro turno da eleição no Piauí, Wellington Dias tomará posse no Palácio Karnak no dia 5 de janeiro. Seu mandato vai até o dia 31 de dezembro de 2021.