undefined
Reprodução
Atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) segue em busca da reeleição

Flávio Dino (PCdoB) foi reeleito governador do Maranhão. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral às 21h20 deste domingo (7) após apuração de 89% das urnas.

Mais de 3,2 milhões de eleitores participaram da votação em todo o Estado neste domingo, número que equivale a quase 80% das mais de 4 milhões de pessoas que compõem o eleitorado do Maranhão. Flávio Dino obteve 59,4% (1,7 milhões de votos) dos mais de 2,8 milhões de votos válidos registrados na eleição no Maranhão até o momento e conquistou a reeleição ainda no 1º turno.

A candidata que mais se aproximou do atual governador foi Roseana Sarney (MDB) que totalizou 29,44% (826.934 votos). Também foram contabilizados 8,23% de votos para a candidata Maura Jorge (PSL); 2,11% para Roberto Rocha (PSDB); os demais candidatos não alcançaram um ponto percentual. Brancos e nulos somaram 12,46%.

Os desafios do governador reeleito na eleição no Maranhão

undefined
Creative Commons
Eleição no Maranhão: o Palácio dos Leões é a residência oficial do governador maranhense


Com cerca de 7 milhões de pessoas, o estado do Maranhão possui a quarta maior taxa de desempregados do Nordeste, com 372 mil desocupados, segundo dados do IBGE. Além disso, o estado tem o segundo pior IDH do País e problemas em 70% de suas rodovias estaduais, como apontou a 21º Pesquisa CNT de Rodovias.

A educação estadual também apresenta problemas, que serão mais um desafio ao governante. Apesar do programa Escola Digna, implementado pelo atual governador do Maranhão  Flávio Dino com o objetivo de melhorar o cenário da educação básica, o Maranhão não atingiu as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017.

O vencedor da disputa da eleição no Maranhão tomará posse no Palácio dos Leões no dia 1º de janeiro. Seu mandato vai até o dia 31 de dezembro de 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários