Tamanho do texto

Resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral por volta das 18h45; Carlos Amastha (PSB), segundo colocado, obteve 31,19% dos votos válidos

Mauro Carlesse (PHS), vencedor da eleição em Tocantins
Esequias Araújo/Governo do Tocantins
Mauro Carlesse (PHS), vencedor da eleição em Tocantins

O candidato Mauro Carlesse (PHS) venceu a eleição em Tocantins e foi reeleito governador do estado. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral por volta das 18h45 deste domingo (7) após apuração de 100% das urnas.

Leia também: Temos 22 anos de urnas eletrônicas sem fraude comprovada, diz Rosa Weber

Mais de 830 mil eleitores participaram da votação em todo o estado neste domingo, número que representa 83% das mais de 1 milhão de pessoas que compõem o eleitorado tocantinense. Carlesse obteve 57,39% (404.484 votos) dos mais de 700 mil votos válidos registrados na  eleição em Tocantins , enquanto o candidato Carlos Amashta (PSB) foi escolhido por 31,19% do eleitorado (219.842 votos).

Também foram contabilizados 6,68% dos votos para o candidato Marlon Reis (Rede). Brancos e nulos somaram 15,21%. Mais de 207 mil eleitores tocantinenses (19,98%) se abstiveram. 

Os desafios para o vencedor da eleição em Tocantins

Palácio do Araguaia será ocupado por vencedor da eleição em Tocantins
Divulgação
Palácio do Araguaia será ocupado por vencedor da eleição em Tocantins

Tocantins tem 1,5 milhão de habitantes, conforme estimativa do IBGE. O novo governador,  Mauro Carlesse , terá como um de seus principais desafios reformular o sistema carcerário do estado, que, superlotado e em péssimas condições, nos últimos anos foi palco de lamentáveis episódios de violência, contabilizando mortes e motins.

Para tanto, será necessário retomar o crescimento econômico do estado, estagnado nos últimos anos. Entre os desequilíbrios estruturais, a situação da Previdência pública é uma das que requer mais atenção por parte do eleito.

Vencedor da eleição em Tocantins , Mauro Carlesse tomará posse no Palácio Araguaia, sede do poder no estado, no dia 5 de janeiro. Seu mandato vai até o dia 31 de dezembro de 2021.