Tamanho do texto

Em levantamento feito entre os dias 3 e 4 de outubro, 69% dos eleitores consideraram a democracia melhor que qualquer outra forma de governo

Desde 1989, apoio à democracia subiu 12 pontos percentuais; 13% creem que a ditadura é melhor em certas circunstâncias
Fonte:Datafolha
Desde 1989, apoio à democracia subiu 12 pontos percentuais; 13% creem que a ditadura é melhor em certas circunstâncias

O apoio à democracia não é tão forte no Brasil desde 1989, data da primeira eleição direta para presidente após o regime militar. Isso é o que revela a última pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (4), que aponta que 69% dos eleitores brasileiros acreditam que a democracia é melhor que qualquer outra forma de governo. A aprovação atingiu nível recorde.

Além do apoio à democracia  o levantamento mostrou também que 12% consideram a ditadura melhor em certas circunstâncias. Para 13% dos eleitores, tanto faz se o governo é uma democracia ou uma ditadura e 5% não souberam responder. 

Leia também: Às vésperas da eleição 2018, líderes têm mais rejeição que intenções de voto

Em junho deste ano, a porcentagem de brasileiros que consideravam o sistema democrático como melhor forma de governo era de 57%. Portanto, houve um acréscimo de 12 % na aprovação do regime. O menor índice foi registrado em 1922, quando apenas 42% defendiam o atual sistema.

Do total de entrevistados pelo instituto Datafolha , 71% são homens enquanto 64% são mulheres. O instituto também apontou que o maior índice de apreço à democracia está entre os jovens de 16 a 24 anos, sendo de 74% . Por parte do eleitorado com mais de 60 anos, 64% também optam pelo sistema democrático. 

A pesquisa Datafolha também destaca os índices dentro do espectro de eleitores de cada candidato à Presidência. Segundo os dados, para 77% dos que declaram voto em Fernando Haddad (PT),  a democracia é sempre melhor que qualquer forma de governo, enquanto 6% preferem uma ditadura. 

Leia também: Por que as pesquisas eleitorais não antecipam o resultado das urnas?

Para 22% dos eleitores do candidato Jair Bolsonaro (PSL), em certas circunstâncias, é melhor uma ditadura do que um sistema democrático, sendo o índice mais alto entre os candidatos. 64% concordam que a democracia é melhor que outro sistema. 

A porcentagem mais alta de eleitores que defendem o regime atual são dos que declaram voto ao candidato do PDT, Ciro Gomes, com 81%. Dentro dos espectros dos três candidatos, igualmente 11% declararam que "tanto faz" se o governo é democrático ou ditatorial. 

No primeiro levantamento do tipo feito pelo Datafolha, em setembro de 1989, o apoio à democracia era de 43%.  Na pesquisa deste ano, foram entrevistados 10.930 eleitores de 389 municípios brasileiros entre os dias 3 e 4 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.