Tamanho do texto

Em vídeo divulgado dias após general Mourão dizer que casa sem homem é "fábrica de desajustados", candidato exalta filha e sua esposa "mãe solteira"

Jair Bolsonaro exalta esposa e filha em vídeo que surge como reação a falas de seu próprio vice
Reprodução/Twitter
Jair Bolsonaro exalta esposa e filha em vídeo que surge como reação a falas de seu próprio vice

A equipe encarregada pela campanha do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, divulgou na noite dessa quarta-feira (19) vídeo feito antes do ataque a faca sofrido pelo ex-capitão do Exército. Na gravação, o candidato fala de sua relação com a filha Laura e com a esposa, Michelle, exaltada por ter sido "mãe solteira".

A publicação surge como um 'enquadro' ao vice de  Bolsonaro , o general Hamilton Mourão, que  no início desta semana causou polêmica ao avaliar que casas sem a presença de um pai ou de um avô são "fábricas de desajustados".

"Educar um filho homem é fácil, né? E quando vem uma mulher é diferente, certo? É completamente diferente. Inclusive, uma confissão. Eu já estava...", diz o candidato no vídeo, interrompendo sua fala para uma longa pausa, mostrando-se emocionado com a dita "confissão". O ex-capitão volta a falar após alguns segundos, embalado por uma trilha sonora terna.

"Eu já tinha decidido não ter mais filhos. Estava vasectomizado. E havia combinado isso com a minha esposa, que já tinha uma filha. Eu tenho uma enteada em casa, né. A minha esposa era mãe solteira", conta o candidato, acrescentando que desfez a vasectomia no hospital central do Exército pela "manutenção do casamento" e para que sua esposa tivesse a "realização" de ter mais filhos. "Mudou muito a minha vida com a chegada da Laura, que eu agradeço muito a Deus e à minha esposa por ela", finaliza o presidenciável.

Leia também: Bolsonaro é "ameaça para o Brasil e para a América Latina", diz The Economist

Em ocasião anterior à sua campanha, em abril do ano passado, Bolsonaro chegou a dizer que sua  filha  Laura foi resultado de uma "fraquejada". “Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens e, na quinta, eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”, disse o deputado em palestra realizada na Hebraica do Rio de Janeiro.

Foi também nesse evento que o deputado federal proferiu outras declarações que levaram a Procuradoria-Geral da República (PGR) a denunciá-lo por cometer crime de racismo e de manifestação discriminatória contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs. A denúncia foi rejeitada neste mês pela maioria dos ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

O novo vídeo do presidenciável do PSL reforça  movimento iniciado semana passada pela campanha no sentido de se reaproximar ao eleitorado feminino. As redes sociais de Bolsonaro já haviam divulgado peça publicitária rebatendo acusações de que o ex-capitão do Exército é favorável à diferenciação salarial entre homens e mulheres.

Além de minimizar os danos à campanha provocados pelas declarações do general Mourão,  Jair Bolsonaro  também precisou se movimentar nas últimas horas para fazer o mesmo em relação à ideia de seu economista, Paulo Guedes, em recriar imposto semelhante à CPMF.

Assista abaixo ao novo vídeo da campanha de Jair Bolsonaro:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.