Tamanho do texto

Ontem, o candidato foi submetido a uma cirurgia de emergência; de acordo com Carlos Bolsonaro, os problemas da noite foram "100% contornados"

Jair Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia emergencial ontem para correção de aderência na região abdominal
Divulgação/Flávio Bolsonaro
Jair Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia emergencial ontem para correção de aderência na região abdominal

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, passa bem na manhã desta quinta-feira (13), depois de ter sido submetido a  uma cirurgia de emergência na noite desta quarta (12), no Hospital Albert Einstein, onde está internado em São Paulo. 

De acordo com um dos filhos do deputado federal, o candidato "teve uma noite delicada", mas "100% contornada". O vereador Carlos Bolsonaro escreveu ainda nas redes sociais, nas primeiras horas de hoje, que Jair Bolsonaro é "forte como um cavalo". 

No texto, Carlos agradece aos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem que estão trabalhando na recuperação da saúde do seu pai. "Estou vendo o trabalho dessas pessoas desde o início. Só temos a agradecer", afirmou.

O vereador encerra a mensagem falando a respeito da força do pai. "O velho é forte como um cavalo, não é à toa que seu apelido no Exército é cavalão", publicou. 

Leia também: Mourão entra na Justiça para substituir Bolsonaro em debates

O susto se deu na noite desta quarta, quando, por volta das 22h30, Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia para correção de aderência na região abdominal, no Albert Einstein . De acordo com os médicos, o procedimento durou cerca de uma hora e terminou por volta das 23h40.

A aderência, que é a união entre dois tecidos do corpo, ocorreu por conta de um problema na cicatrização interna na primeira cirurgia e uma pequena inflamação no intestino delgado. 

Ainda segundo a equipe médica, o político se recupera na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e não corre risco de vida. O estado de saúde do presidenciável ainda é considerado grave.

Um boletim divulgado pelo hospital nesta quinta-feira (13), destacou que, após exames de tomografia, Bolsonaro foi levado para a cirurgia de urgência na qual foram desfeitas as aderências do intestino e liberado o ponto de obstrução.

A equipe médica disse que um extravasamento de secreção intestinal foi identificado. De acordo com o documento, depois da cirurgia, o paciente voltou para UTI e está se recuperando bem.

A cirurgia foi acompanhada pela mulher de Bolsonaro , Michelle, que está em São Paulo, e por assessores.

Leia também: Bolsonaro é esfaqueado durante ato, faz cirurgia e deve passar a noite na UTI

Antes da cirurgia, também por meio das redes sociais, o deputado estadual Flávio Bolsonaro, outro filho de Jair Bolsonaro , havia confirmado a operação e pedido "orações" aos seus seguidores. Cerca de uma hora após o fim do procedimento, o deputado voltou às redes para informar que a cirurgia havia sido bem sucedida.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.