Tamanho do texto

Ex-governador do Rio Grande do Sul teve nome oficializado neste domingo; é a primeira vez desde 1994 que o partido terá candidatura própria ao Planalto

Candidatura de Henrique Meirelles foi confirmada no último dia 2 pelo MDB
Reprodução/Facebook/Henrique Meirelles
Candidatura de Henrique Meirelles foi confirmada no último dia 2 pelo MDB

O MDB oficializou neste domingo (5) o nome de do ex-governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, para  vice na chapa com Henrique Meirelles na disputa pela Presidência da República. A inclusão do ex-governador gaúcho na chapa havia sido anunciada no sábado (4) pelo presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR).

Essa é a primeira vez desde 1994 que o MDB terá candidatura própria ao Planalto. Durante a convenção, Rigotto afirmou que o MDB “terá seu projeto nacional, sua cara própria”. Ele declarou que é uma "honra enorme" estar ao lado de Henrique Meirelles na corrida presidencial. "Vamos mostrar que é possível sim sair de 2%, 3% [de intenções de votos] nas pesquisas e ganhar uma eleição nacional", acrescentou o candidato.

Para Meirelles, Germano Rigotto fará "uma grande diferença" na disputa. "Em uma época de polarização e extremismos, é fundamental contar com um bom exército, com aqueles que só acreditam na democracia como sistema político, nas instituições e na força individual de cada brasileiro", afirmou.

No sábado (4), em entrevista à imprensa, o ministro de Minas e Energia e membro da Comissão Executiva Nacional do partido, Moreira Franco, disse que a escolha de Rigotto confirmar o compromisso do MDB em manter reformas no país.

Leia também: Candidatos à Presidência: veja quais os nomes confirmados até agora

"[A escolha vem também] com o caráter para reafirmar os compromissos da chapa do partido com as reformas para garantir a continuidade do esforço para aumentar os investimentos em emprego e renda. Enfim, é uma esperança para que brasileiro possa construir aqui uma sociedade que garanta igualdade de oportunidades", afirmou o ministro. 

Vice de Henrique Meirelles está sem mandato desde 2007

Em 2006, Germano Rigotto foi pré-candidato pelo então PMDB à Presidência da República
Facebook/ Germano Rigotto
Em 2006, Germano Rigotto foi pré-candidato pelo então PMDB à Presidência da República

Rigotto começou a vida pública em 1976 ao ser eleito vereador de Caxias do Sul, pelo MDB . Foi deputado estadual, deputado federal por três mandatos e governador do Rio Grande do Sul. Em 2006, foi pré-candidato pelo então PMDB à Presidência da República.

Rigotto está sem mandato desde janeiro de 2007 e costuma dar palestras de temas da área econômica e política nacional. O emedebista é um dos integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o Conselhão, órgão de assessoramento ao presidente da República.

A candidatura de Henrique Meirelles foi confirmada no último dia 2 pelo MDB. Dos 419 votantes, 85% disseram sim a candidatura do ex-ministro da Fazenda.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.