Tamanho do texto

Candidato escolheu por nome de dentro do próprio partido, apesar de ter uma sigla coligada; senadora do Tocantins deve ser nomeada amanhã

Ex-ministra de Dilma, senadora Kátia Abreu (TO) deve ser nomeada candidata a vice de Ciro Gomes amanhã
Geraldo Magela/Agência Senado - 12.07.2017
Ex-ministra de Dilma, senadora Kátia Abreu (TO) deve ser nomeada candidata a vice de Ciro Gomes amanhã

O candidato à Presidência da República do PDT, Ciro Gomes, escolheu a senadora Kátia Abreu (TO) como candidata a vice-presidente, segundo confirmou o presidente da sigla, Carlos Lupi, ao broadcast Político/Estadão. O anúncio deve ser feito na manhã desta segunda-feira (6). 

Leia também: Ciro Gomes ataca adversários políticos em sabatina: "Sei que Temer é ladrão"

Com o nome de Kátia Abreu oficializado para vice de Ciro Gomes , a chapa do PDT contará com apenas uma sigla coligada, o Avante. A escolha, porém, visa à representatividade da senadora na região do Centro-Oeste do País.

Ontem (4), o candidato do PDT voltou a negar que poderia ser  vice na chapa com o ex-presidente Lula. Em entrevista à Folha de S. Paulo , ele afirmou que “a cúpula do PT está em uma ‘viagem lisérgica’ e que não espera mais nada do Partido dos Trabalhadores agora”.

Anteriormente, o candidato chegou a defender o petista, mas a aliança entre o PT e o PSB parece ter ‘balançado’ as relações entre as siglas concorrentes. O PSB abriu mão da candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, em Minas, PT retirou a candidatura da petista Marília Arraes em Pernambuco.

Leia também: 'Lula só tem chances de sair da cadeia se eu for eleito', diz Ciro

Para ‘cutucar’, Ciro criticou a decisão dos partidos e publicou uma foto ao lado de Lacerda, afirmando que ele teria sido “vítima de uma punhalada pelas costas”. “Fiquei feliz de saber que ele vai resistir e lutar”, escreveu.





Quem é Ciro Gomes?

Esta é a terceira vez que Ciro Gomes será candidato à Presidência da República
Reprodução/Twitter
Esta é a terceira vez que Ciro Gomes será candidato à Presidência da República

Esta é a terceira vez que Ciro será candidato à Presidência da República. Isso porque, em 1998 e 2002, ele concorreu ao cargo pelo PPS. Candidato de 60 anos, ele tem quatro filhos.

Natural de Pindamonhangaba (SP), o político construiu sua carreira no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza, eleito em 1988, e governador do estado, eleito em 1990. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época.

Depois disso,  Ciro Gomes  foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do ex-presidente Lula, e tocou o projeto de Transposição do Rio São Francisco. Logo após, deixou a Esplanada dos Ministérios para concorrer a deputado federal e foi eleito. Ciro está no sétimo partido desde que entrou para a política (também foi filiado a PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB e PROS).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.