Operação Lava Jato, delação premiada, condução coercitiva e habeas corpus . Esses e outros termos passaram a ser corriqueiros para o eleitor brasileiro. O candidato que conseguir andar à margem de polêmicas que envolvem corrupção, com certeza vai ter mais chances na disputa eleitoral de 2018. Doria parece que vai colher frutos nesse cenário.

Leia também: Deputado pelo Paraná, Bernardo Carli morre em acidente aéreo

Fugindo de polêmicas, Doria lidera pesquisas em São Paulo
Reprodução/Facebook
Fugindo de polêmicas, Doria lidera pesquisas em São Paulo

O candidato do PSDB ao governo do Estado de São Paulo circula tranquilo durante o período eleitoral. Sem ter que responder sobre polêmicas de corrupção que assolam a maioria dos políticos brasileiros, Doria foca sua campanha em temas que agradam a população e que acrescentam produtividade ao cenário conturbado. Os adversários, por outro lado, precisam fugir de temas espinhosos.

Saúde e educação sempre são os temas mais cobrados pelos eleitores durante o todo e qualquer período eleitoral, mas o assunto corrupção passou a ser cobrado e com muita força. Os candidatos que conseguiram passar pela "Lei da Ficha Limpa", com certeza, vão disparar e conseguir bons resultados.

Leia também: Jair Bolsonaro é confirmado como candidato à Presidência da República pelo PSL

Você viu?

No mundo da disputa eleitoral, a troca de acusações é muito frequente, Doria não será cobrado por envolvimento em Lava Jato ou coisas do tipo. O ex-prefeito de São Paulo apresentou bons resultados na prefeitura da capital e agora tem o apoio da população para escrever seu nome no governo do Estado.

Pesquisas apontam Doria na liderança

Doria lidera pesquisas e desponta como favorito
Reprodução
Doria lidera pesquisas e desponta como favorito


Os principais institutos de pesquisa eleitoral , Ibope e Datafolha, revelam em seus últimos levantamentos um cenário favorável para o candidato tucano. 

Com o nível de confiança de 95%, a última pesquisa Ibope ouviu 1.008 eleitores entre 23 e 26 de junho. Doria aparece na frente 19%, seguido por Paulo Skaf (MDB): 17%, Márcio França (PSB): 5% e Luiz Marinho (PT): 3%. 

Leia também: Pressão de Michel Temer fez “centrão” definir apoio a Geraldo Alckmin

Doria vem de uma vitória arrasadora no primeiro turno na disputa municipal em 2016, onde bateu o candidato petista, Fernando Haddad. Se a busca pelo fim da corrupção for continuar, se o eleitor quiser ser mais vigilante, se os temas que atingiem em cheio a sociedade foram prioridade, o candidato do PSDB tem tudo para conseguir outra vitória contundente no pleito de outubro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários