Tamanho do texto

Em uma sequência de posts em sua página oficial no Twitter, presidente aponta o que considera as conquistas de seu governo nos últimos anos

Temer assumiu a Presidência da República após o Senado abrir o processo de impeachment da ex-presidente Dilma
PMDB/Divulgação - 12.03.2016
Temer assumiu a Presidência da República após o Senado abrir o processo de impeachment da ex-presidente Dilma

No dia 12 de maio de 2016, o Senado abriu o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, fazendo com que seu vice na época, Michel Temer, assumisse a Presidência da República . Dois anos depois, o atual presidente afirma que “os defensores da crise perderam”.

Leia também: Senado aprova abertura do processo de impeachment de Dilma

“Temos um novo Brasil , mais forte, mais otimista. Não há espaço para retroceder. As mudanças precisam continuar. Os defensores da crise perderam. O Brasil aprendeu a crescer com consistência”, diz Temer em publicação na sua página oficial no Twitter.

Em uma sequência de posts, ele aponta o que considera as conquistas de seu governo. “Há dois anos, assumi o governo do Brasil com uma dura missão: retirar o país da sua mais grave recessão, estancar o desemprego, recuperar a responsabilidade fiscal e manter os programas sociais. De fato, tudo isso foi feito”, garante o presidente.

As conquistas do governo Temer

De acordo com o presidente, o país, que encolhi a um ritmo de quase 4% ao ano, “agora vai crescer mais de 2%”. “A recessão que dizimava mais de 150 mil empregos/mês acabou. O emprego voltou, com cerca de 204 mil vagas com carteira assinada em 2018 e mais de 1,5 mi de postos de trabalho gerados no último ano.”

“Os números são incontestáveis: as duas maiores safras da história, os dois maiores superávits comerciais, a recuperação de todas as empresas estatais, o recorde na concessão de títulos de propriedade, agrárias e urbanas, a demarcação das maiores áreas de conservação ambiental.”

Leia também: Para ministro, documento sobre mortes na ditadura não desprestigia militares

Temer afirma ainda que teve “a coragem” de fazer a reforma do Ensino Médio e a Base Nacional Comum Curricular. “A mudança na educação das nossas crianças e jovens já começou.”

“Criamos mais 500 mil vagas de ensino em tempo integral. O governo está investindo R$ 2 bi na Política de Formação de Professores, beneficiando 190 mil mestres. E com o programa Criança Feliz, estamos cuidando de crianças e gestantes beneficiárias do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada. Até 23 de março deste ano, 212 mil crianças e 31,5 mil gestantes já tinham sido atendidas.”

População não concorda com conquistas

À frente de um governo alvo de denúncias da Procuradoria Geral da República, o presidente enfrenta dificuldades para ser aceito pela população. Enquanto elenca diversas conquistas, pesquisas apontam que o índice de rejeição de seu governa pode até mesmo ultrapassar os 70%.

Em abril, por exemplo, pesquisa Datafolha indicava que apenas 6% dos entrevistados afirmaram considerar o governo Temer como ótimo ou bom , enquanto 23% o classificavam como regular.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.