Tamanho do texto

Presidente nacional do PT disse, na gravação enviada à emissora árabe, que a "maioria do povo brasileiro quer viver como nos tempos de Lula"; entenda

'Me dirijo ao mundo árabe pela Al Jazeera para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político', diz Gleisi Hoffmann
Reprodução/Al Jazeera
'Me dirijo ao mundo árabe pela Al Jazeera para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político', diz Gleisi Hoffmann

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), gravou um vídeo e o enviou à rede de televisão Al Jazeera para denunciar o que chamou da 'prisão política' do ex-presidente Lula. O vídeo foi publicado pela emissora no Youtube nesta terça-feira (17) e foi veiculado na televisão, ainda ontem, para toda a comunidade árabe.

Leia também: Tribunal nega último recurso de Lula no caso do tríplex do Guarujá

Na gravação enviada à Al Jazeera , Gleisi Hoffmann convida "todos e todas" a se juntarem à luta petista de apoio ao ex-presidente, em protesto à prisão de Lula – ocorrida no último sábado (7). Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, capital do Paraná, por corrupção e lavagem de dinheiro. 

"Me dirijo ao mundo árabe [...] para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político em nosso País. Lula é um grande amigo do mundo árabe . Ao longo da história, o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos, mas Lula foi o único presidente que visitou o Oriente Médio", declarou Gleisi no vídeo, ressaltando que, durante o governo do petista, o comércio brasileiro com a região se multiplicou. 

Leia também: Objetos pessoais do ex-presidente Lula são roubados em Curitiba

“Lula foi condenado por juízes parciais num processo ilegal. Não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas", disse a senadora. Ela afirma ainda que o ex-presidente é vítima de uma “campanha de mentiras” da TV Globo , que estaria pressionando o Judiciário a não conceder liberdade ao petista.

'Maioria do povo quer viver como nos tempos de Lula'

Ainda segundo a senadora, a "maioria do povo brasileiro quer viver como nos tempos de Lula", e "o objetivo da prisão ilegal é não permitir que Lula seja candidato".

"A prisão de Lula é a continuidade do golpe que se iniciou em 2016, com a retirada da presidenta Dilma do governo. Ela não cometeu nenhum crime, assim como Lula também não cometeu. É um preso político. Ele é inocente", declarou a petista.

Leia também: "Estou tranquilo, mas indignado", diz Lula em carta para militância

Por fim, a senadora afirmou que "o governo golpista está retirando direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro", além de estar, segundo as palavras dela, "liquidando com o patrimônio nacional". Em sua mensagem à Al Jazeera , Gleisi disse ainda que reservas de petróleo estão sendo entregues a multinacionais e que "a política externa passou a ser ditada pelo Departamento de Estado norte-americano".

    Leia tudo sobre: lula