Tamanho do texto

Relatores de processos contra os deputados apresentam parecer nesta tarde; ações contra Celso Jacob e João Rodrigues também estão na pauta

Paulo Maluf foi condenado por lavagem de dinheiro envolvendo propina recebida quando ele era prefeito de SP
Wilson Dias/Agência Brasil - 13.10.17
Paulo Maluf foi condenado por lavagem de dinheiro envolvendo propina recebida quando ele era prefeito de SP

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados se reúne nesta terça-feira (27) para discutir os processos que pedem a cassação dos mandatos de Paulo Maluf (PP-SP), de Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) e de mais dois parlamentares por quebra de decoro parlamentar.

Preso desde dezembro no Complexo Penitenciário da Papuda , nas proximidades de Brasília, Paulo Maluf está afastado de seu mandato e é alvo de ação protocolada no conselho pela Rede Sustentabilidade. O relator do processo é o deputado João Marcelo Souza (MDB-MA), que apresentará seu parecer sobre o caso nesta tarde.

Já o processo contra Lúcio Vieira Lima, que é irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, foi levado ao colegiado pelo PSOL e pela Rede.

Os partidos pedem a perda do mandato do emedebista em razão da investigação conduzida pela Polícia Federal em inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa envolvendo os R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento em Salvador (BA). O relator desse processo é o deputado Hiran Gonçalves (PP-RR).

Leia também: PGR defende manter prisão de Maluf e diz que recurso no STF é "protelatório"

Celso Jacob e João Rodrigues

A Rede também pede a cassação dos mandatos de outros dois deputados, que estão presos:  Celso Jacob (MDB-RJ), condenado pelo STF a sete anos e dois meses em regime semiaberto por crimes de falsificação de documento público e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Três Rios (RJ); e João Rodrigues (PSD-SC), condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a cinco anos e três meses de reclusão pelos crimes de fraude e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho (SC).

O deputado Sandro Alex (PSD-PR) é o relator da representação contra Celso Jacob. Já o processo contra João Rodrigues é relatado pelo deputado Ronaldo Lessa (PDT-AL).

A apresentação desses pareceres está marcada para as 14h30 desta terça-feira.

Após a leitura dos pareceres sobre os processos contra Paulo Maluf e os outros três parlamentares, o Conselho de Ética pode instaurar mais três processos apresentados pelo PR: contra os deputados Ivan Valente (Psol-SP) e Erika Kokay (PT-DF) por injúria e difamação contra o presidente da República; e contra o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) por suposta apologia ao uso de drogas e perversão sexual.

*Com informações da Agência Câmara Notícias