Tamanho do texto

Elogios às Forças Armadas, feitos em evento nesta segunda, se contrapõem às críticas de Temer ao povo: 'nós não temos muito apreço pela hierarquia'

Segundo Michel Temer, brasileiro não tem 'muito apreço pela hierarquia', ao contrário dos oficiais das Forças Armadas
Beto Barata/PR - 21.8.2017
Segundo Michel Temer, brasileiro não tem 'muito apreço pela hierarquia', ao contrário dos oficiais das Forças Armadas


O presidente da República, Michel Temer , em cerimônia e almoço de apresentação de oficiais-generais promovidos, nesta segunda-feira (18), elogiou a organização e a disciplina das Forças Armadas. No mesmo pronunciamento, criticou o povo brasileiro no mesmo quesito.

Leia também: MPF afirma que recibos de aluguel de Lula são falsos e desiste de perícia

Segundo ele, no Brasil, geralmente não há muito apreço pela hierarquia e pelas instituições, ao contrário do que ocorre nas Forças Armadas .

“Nós no Brasil não temos muito apreço pela hierarquia no geral, pela organização. Não temos muito apreço pelas instituições. Não são poucas vezes que digo que nós precisamos reinstitucionalizar o país. Certa solenidade, certa cerimônia no trato entre os Poderes é fundamental”, disse o presidente,  antes do almoço com militares na Base Aérea de Brasília.

Depois de dizer que é necessário haver cerimônia no trato entre os Poderes da República, Temer afirmou que, se um representante do Executivo fala com alguém do Judiciário, isso gera especulação.

A declaração se refere ao fato de que Temer sofreu críticas, nos últimos meses, por se reunir com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

Leia também: Temer se diz revolucionário e critica 'oposição feroz' que o chama de 'golpista'

“Se alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário isso já gera uma especulação, o que é desmoralizante para quem ouve, porque se eu falo com alguém do Judiciário e sou capaz de influenciá-lo ao ponto dele mudar uma opinião pessoal, ou jurídica, ou científica, é porque ele não se presta para o cargo que exerce”, afirmou.

Liberdade de imprensa

O presidente afirmou ainda, na mesma ocasião, que respeita as instituições , inclusive a imprensa.

“Eu respeito todas as instituições, as pessoas, respeito as ideias divergentes, por mais que a imprensa possa fazer isto ou aquilo, brado em alto e bom som: viva a liberdade de imprensa. Porque ela é também fiscalizadora para ajudar a governar o país. Ter respeito pelas outras figuras, pela oposição, por aqueles que nos criticam é uma foram de engrandecer o país”, disse.

Na sequência, o presidente voltou a elogiar o trabalho das Forças Armadas, citando as missões de paz realizadas no Haiti e no Líbano. 

Leia também: Lula é impedido de construir casa de campo e recebe multa de R$ 43 mil no ABC

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.