Tamanho do texto

"É um momento de otimismo, de retomada da economia, de multiplicação de oportunidades de negócios", afirmou Temer sobre situação do Brasil; veja

Brasil Econômico

Durante seu discurso em cerimônia de abertura do Fórum Empresarial do Brics Michel Temer defendeu as reformas em andamento no Brasil e falou em aprimorar ambiente de negócios
Beto Barata/PR 02.09.2017
Durante seu discurso em cerimônia de abertura do Fórum Empresarial do Brics Michel Temer defendeu as reformas em andamento no Brasil e falou em aprimorar ambiente de negócios


O presidente Michel Temer, que está na China em busca de investidores para o Brasil, afirmou em cerimônia de abertura do Fórum Empresarial do Brics – grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – neste domingo (3), em Xiamen, que improvisos não têm espaço no mundo atual. Segundo Temer, “quem deseja prosperar tem que fazer a lição de casa, tem que se antecipar ao futuro”, afirmou a empresários que participam do Fórum.

Leia também: Brasil está voltando para o “trilho do desenvolvimento”, afirma Temer a chineses

Michel Temer evidenciou os efeitos das reformas, que estão na agenda do País, que podem ajudar a “pôr em ordem as contas públicas”. Para ele, as reformas seriam capazes de melhorar o ambiente de negócios no mercado brasileiro e podem ser consideradas exemplos de modernização econômica, com o intuito de desenvolver condições para o crescimento sustentado, e em longo prazo da economia do Brasil. “O setor privado tem sido parceiro de primeira hora nessa injeção de vitalidade que temos aplicado no Brasil ”.

O presidente brasileiro fez questão de ressaltar aos empresários presentes no Fórum do Brics que o Brasil está aberto para novos investimentos.  “É um momento de otimismo, de retomada da economia, de multiplicação de oportunidades de negócios”, disse. “Em um mundo marcado por tendências protecionistas, o Brasil reafirma, por palavras e ações, sua adesão a uma economia global aberta. Este é o momento certíssimo para investir no Brasil”.

Leia também: Fachin dá mais 60 dias para Joesley e delatores da JBS apresentarem provas

Desde quinta-feira (28) na China, Temer tem apresentado a potenciais investidores o pacote de concessões e privatizações anunciado no final do mês passado no Brasil. Seus esforços estão voltados na apresentação dos projetos aos aeroportos, portos, rodovias e linhas de transmissão, e na atração de interessados nesses projetos.

Outros líderes

Para o presidente chinês, Xi Jinping , a crise financeira de 2008 ainda deixa rastros e que os países que compõem o Brics têm papel fundamental para a retomada da economia global. Ele destacou a necessidade de coordenação das políticas macroeconômicas e a integração dos mercados intra-Brics. “O protecionismo está em ascensão”, disse. “Para a estabilidade mundial, devemos promover uma economia mais aberta e a facilitação do comércio”. E acrescentou: “O governo chinês vai encorajar suas empresas a investir em outros países”.

O embarque de volta para o Brasil de Michel Temer está previsto para o dia 05. E ele chega ao País com a perspectiva de ter de se defender de uma nova denúncia de corrupção envolvendo seu nome e integrantes de seu governo.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Em nota, Temer diz que Funaro é um criminoso sem credibilidade e critica delação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.