Tamanho do texto

Presidente do Senado, Eunício Oliveira deve ficar no cargo até o próximo sábado, quando Temer retorna ao Brasil; Rodrigo Maia vai viajar à Argentina

Eunício Oliveira (PMDB-CE) assumirá a Presidência da República, nesta quinta-feira, enquanto Temer vai à Cúpula do G20
Marcelo Camargo / Agência Brasil - 09.11.2016
Eunício Oliveira (PMDB-CE) assumirá a Presidência da República, nesta quinta-feira, enquanto Temer vai à Cúpula do G20

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), se prepara, na manhã desta quinta-feira (6), para viajar a Hamburgo, na Alemanha, onde participará da Cúpula do G20, a reunião entre os líderes das 20 maiores economias do mundo. A viagem do presidente está marcada para as 13h, em Brasília

Antes de focar suas atenções na Cúpula do G20 , Michel Temer vai receber, às 9h30 desta quinta, o secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, no Palácio do Planalto. Não há informações sobre qual será o assunto tratado entre Temer e Caetano. 

Com a viagem do presidente da República, dessa vez, quem assume o governo do País é o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Isso porque o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o primeiro na linha de sucessão, também estará fora do País durante esses dias de ausência de Temer. 

Maia viajará para a Argentina, onde cumpre agenda oficial. Ele deve se encontrar com o presidente da Câmara dos Deputados argentina, Emilio Monzó, e o do Senado argentino, Federico Pinedo.

Eunício Oliveira deve ocupar a Presidência da República até o próximo sábado (8), quando Temer retorna ao Brasil.

Leia também: Putin e Temer se encontram e assinam acordos de parceria em Moscou

Além do presidente peemedebista, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também vai a Hamburgo. Ele chega na cidade, nesta quinta às 12h40, para participar das reuniões preparatórias da Cúpula.

Crise política e 2016

A viagem de Temer a Hamburgo acontece em meio à maior crise já vivida pelo seu governo desde que tomou posse da Presidência da República do Brasil.

No ano passado, o presidente chegou a participar da Cúpula do G20, na China. Na ocasião, ele embarcou poucas horas após o Senado aprovar o impeachment de Dilma Rousseff e se tornar o presidente efetivo do País. Sua presença na reunião do ano passado não foi vista com bons olhos pela comunidade internacional.

Leia também: "Quase certeza absoluta", diz Temer sobre rejeição de denúncia na Câmara

* Com informações da Agência Brasil.