Tamanho do texto

Agenda na Rússia conta com encontros entre o presidente brasileiro e o russo, Vladimir Putin, além de reuniões com outras autoridades e empresários interessados em investir no Brasil; Temer volta ao País no dia 23

'Acabei de chegar a Moscou. Vamos nos reunir com investidores e políticos', publicou Michel Temer nesta terça
Divulgação/Palácio do Planalto
'Acabei de chegar a Moscou. Vamos nos reunir com investidores e políticos', publicou Michel Temer nesta terça

No início da manhã desta terça-feira (20), o presidente da República Michel Temer desembarcou em Moscou, onde participará de uma série de encontros com o mandatário russo, Vladimir Putin, e com outras autoridades e empresários interessados em investir no Brasil. 

Leia também: Na Rússia, homem é preso por falar sobre a filosofia e prática da ioga em evento

“Acabei de chegar a Moscou. Vamos nos reunir com investidores e políticos, para abrir novos mercados e oportunidades ao Brasil”, disse Michel Temer em sua conta no Twitter, assim que desembarcou, pouco antes das 7h desta terça, no horário de Brasília.

A viagem internacional de Temer, que inclui dias na Noruega, acontece em meio a um momento delicado para o presidente, que deve voltar ao Brasil no dia 23. Nesta segunda-feira (19), a Polícia Federal (PF) apontou que há indícios de que houve prática do crime de corrupção passiva  no inquérito contra o presidente e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Ainda nesta segunda, a PF solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que conceda mais cinco dias prazo para a conclusão do inquérito aberto para investigar a conduta do presidente a partir de depoimentos feitos por executivos da empresa JBS. O prazo inicial dado para que a corporação concluísse a investigação foi encerrado nesta segunda-feira (19).

Agenda na Rússia

Além do encontro com Putin, o presidente peemedebista se reunirá com o primeiro-ministro Dmitry Medvedev e os presidentes da Assembleia Federal da Rússia, Valentina Matvienko e Vyacheslav Volodin. Ele se encontrará também com investidores russos.

Segundo o Palácio do Planalto, a agenda de Temer será voltada à captação de investimentos na área de energia. Ele também deverá explorar possibilidades em empreendimentos de ferrovias, portos e outras áreas de infraestrutura.

Está prevista a assinatura de acordos bilaterais em setores como promoção de comércio e investimentos, intercâmbio cultural e consultas políticas.

O mercado agropecuário também deverá estar na pauta dos encontros em Moscou. Isso porque, em 2016, o Brasil foi responsável por 60% das importações de carne da Rússia. A intenção é ampliar o acesso de produtos agropecuários e diversificar as exportações.

Leia também: Na Rússia, homem enfurecido enche o carro da esposa com concreto; veja vídeo

A Rússia é um dos principais destinos das exportações de produtos agropecuários brasileiros. A expectativa de Michel Temer é de que, nas reuniões, o Brasil e a Rússia elevem o intercâmbio ao patamar de US$ 10 bilhões anuais. Em 2016, o comércio bilateral somou US$ 4,3 bilhões. Entre janeiro e maio de 2017, os dois países já comercializaram US$ 2,1 bilhões, valor 42% maior que o registrado no mesmo período de 2016.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.