Tamanho do texto

Âncora do “Jornal da Band” ataca o presidente do Tribunal Superior Eleitoral após série de decisões polêmicas

Nos últimos dias, o nome do ministro Gilmar Mendes tem aparecido dentro do olho do furacão por diversas vezes. E na maioria das vezes, os motivos são de causar espanto e tristeza para o cidadão de bem. A última foi a cassação da chapa Dilma/Temer que acabou sendo absolvida com o voto de minerva dado por Mendes.

Virtual candidato em 2018, Joaquim Barbosa diz o que pensa sobre Gilmar Mendes

O povo não aguenta mais Gilmar Mendes
Antonio Cruz/Agência Brasil - 24.3.2017
O povo não aguenta mais Gilmar Mendes

Os desmandos do presidente do TSE causam tanta revolta que nesta terça-feira foi a vez do âncora do "Jornal da Band" cobrar Gilmar Mendes e suas decisões no mínimo polêmicas. Boechat não poupou o ministro e disse muitas verdades que estão na boca do povo.

Leia na íntegra o desabafo que representa muito dos brasileiros: 

Deixe eu lhe dizer o seguinte, a Corte que o senhor integra e a justiça que o representa foram palcos historicamente de grandes consolidações da impunidade no Brasil. É só o senhor lembrar quais foram na sua Corte os destinos de Castelo de Areia, de Satiagraha de outras tentativas do Ministério Público e da Justiça Federal de atacar grandes quadrilhas que pilham o estado brasileiro. No que deram historicamente esses processos Dr. Gilmar? Deram na gaveta, alguns já contemporâneos de sua presença já no Supremo. O próprio Mensalão que foi a que mais avançou pegou meia dúzia de mordomos no castelo da corrupção.

Deu a grande repercussão pública, mas pena pra valer pegou o Marcos Valério que era o publicitário e a dona do banco rural e pronto. Os políticos saíram flanando Dr. Gilmar para encontrar com o senhor em alguns seminários. Então é uma loucura pretender dizer que a Lava Jato por ter o apoio popular e ter prosperado graças a ele padece de um erro de origem. É um delito de origem que ações desenvolvidas pelo Ministério Público e pela Justiça tenham o apoio popular. Como se o apoio popular fosse um cancro, uma doença, um câncer negativo a busca e a conquista da justiça. Isso é uma maluquice. Claro que o apoio popular é importante e só graças a ele Dr. Gilmar, ações como a sua libertando Eike Batista e engavetando provas não prosperaram até aqui. Estão enfrentando alguma resistência, algum constrangimento. Para finalizar o Gilmar Mendes, homem erudito justificou sua retórica, seu ponto de vista e tal, dizendo o seguinte “Há uma frase de Rui Barbosa que ilustra tudo isso, ‘o bom ladrão salvou-se, mas não há salvação para o juiz covarde’”. Gilmar acha que ter coragem é bater na tecla que até hoje o Supremo bateu e a justiça brasileira bateu de consagrar a impunidade para o andar de cima do poder.

Até a Lava Jato não havia gente do andar de cima na cadeia, há muito pouco tempo o Supremo cassou pela primeira vez em sua história um deputado no exercício do mandato, ora pombas Gilmar, em dois séculos de existência não teve um deputado ladrão que o Supremo tivesse que cassar e prender. Levou mais de 100 anos para prender o primeiro e você vem querer falar de juiz corajoso. Corajoso pra quem que vocês foram? Para quem tem sido corajosa a justiça brasileira até agora?  Para um monte de negros, pobres e analfabetos que estão nos presídios. 700 mil? Para eles não foi.  Ali a coragem come e no andar de cima essa maravilha, muito seminário, muito coquetel, blá blá blá e tapinha nas costas. E já que o senhor citou uma frase de Rui Barbosa, quem age temendo a pressão não tem estatura para está no Supremo. Na verdade a frase do Rui Barbosa é o bom ladrão salvou- se, mas não há salvação para o juiz covarde.

Boechat cobra Gilmar Mendes e diz boas verdades
Reprodução/Facebook
Boechat cobra Gilmar Mendes e diz boas verdades

Eu vou citar outras frases do mesmo autor, mas ao meu gosto e que lhe poderão levar a uma reflexão mais sincera, mas isenta, a primeira: De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, os homens chegam a desanimar-se da virtude a rir-se da honra e ter vergonha de ser honesto. Quer outra ministro Gilmar? Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem. Quer outra? A justiça atrasada não é justiça; senão injustiça qualificada e manifesta. Quer mais uma? Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada. É isso que você quer Gilmar e é isso que a opinião pública não quer.

Lembre outras decisões escandalosas de Gilmar Mendes

Junho/2017 - Na noite desta sexta-feira (9), após quatro dias de julgamento, a maioria dos ministros da Corte Eleitoral votou contra a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições de 2014, pelas acusações de abuso de poder político e econômico. O placar da votação ficou em 4 a 3. O voto de desempate foi proferido pelo presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes . Com isso, Michel Temer continua no poder e Dilma continua sendo elegível.

Abril/2017 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar nesta sexta-feira (28) o empresário Eike Batista, preso no fim de janeiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato. O empresário é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Segundo as investigações, Eike teria repassado US$ 16,5 milhões em propina ao então governador do Rio, Sérgio Cabral.

Leia também: Gilmar Mendes manda soltar José Dirceu

Setembro/2014 - O ministro votou fez duras críticas o TSE após o colegiado ter negado o registro da candidatura do deputado Paulo Maluf. Na ocasião, Gilmar disse que o tribunal não vivi um bom momento.Felizmente, Mendes foi voto vencido neste caso. 

Dezembro/2009 -  O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, concedeu habeas corpus revogando a prisão preventiva de Roger Abdelmassih. O médico era acusado de 56 crimes sexuais.

Janeiro/2009 -  Gilmar Mendes, mandou soltar o publicitário Marcos Valério de Souza, preso desde 10 de outubro de 2008. Valério é investigado por formação de quadrilha e acusado de ser a figura central do esquema do mensalão.

Julho/2008 - O ministro Gilmar Mendes, mandou soltar, o ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta, e o investidor Naji Nahas, presos durante a Operação Satiagraha da Polícia Federal (PF). O ministro estendeu a eles o habeas corpus concedido ao banqueiro Daniel Dantas. A operação investigava desvio de verbas públicas e crimes financeiros.

Leia também: Vergonha! Entenda os motivos da incrível decisão do STF que soltou José Dirceu

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.