Tamanho do texto

Segundo coluna Radar On-Line, ator global não será mais garoto-propaganda da empresa e está desapontado com o grupo após caso de corrupção

O escândalo envolvendo toda a classe política do País e um dos maiores empresários do Brasil parece que não pegou apenas nós de surpresa. Tony Ramos, um dos mais famosos atores da nação também se viu traído pelas últimas notícias divulgadas pela imprensa.

Leia também: Temer pede suspensão de inquérito ao STF e chama Joesley de criminoso

Tony Ramos não será mais garoto-propaganda da JBS
Divulgação
Tony Ramos não será mais garoto-propaganda da JBS

Além de renomado ator global, Tony Ramos também é o principal garoto-propaganda de uma das marcas do grupo JBS, a Friboi. Mas depois de todo o golpe que a empresa de Joesley Batista aplicou no País, Tony resolveu deixar seu posto, e de acordo com a coluna Radar On-Line, se diz “surpreso”, “triste” e “melancólico” com as revelações do envolvimento da JBS com a compra de políticos. 

Leia também: Peritos ouvidos por jornais identificam cortes na gravação de Joesley

O ator, assim como Fátima Bernardes que ainda não se pronunciou, possui um contrato que permite que a empresa use sua imagem nos comerciais da marca. Mas de acordo com a coluna, ele já começou a discutir com seus advogados a quebra do acerto. A atitude foge da posição tomada por Tony Ramos durante a Operação Carne Fraca, onde ele foi solidário à empresa.

Leia também: Sem pudor, Joesley Batista pede desculpas à nação após tentar derrubar Temer

Sem pudor, Joesley Batista pede desculpas à nação

Quanto vale a sua liberdade? Você derrubaria uma nação para sair ileso de um crime do colarinho branco? Provavelmente não. Mas não foi assim que tentou e conseguiu agir o empresário e dono da JBS, Joesley Batista.

Leia também: Joesley Batista pediu "Pelo amor de Deus" para Aécio Neves parar com pedidos

Em tentativa desesperada e quase criminosa de livrar a própria pele, Joesley Batista fez tudo que podia e não podia para escapar das grades e da falência. O empresário chegou ao ponto de comprar um Procurador de Justiça, gravar clandestinamente conversas com o Presidente da República e jorrar propina para mais de mil políticos da sua própria nação.

A primeira vista a ação criminosa saiu como o esperado. Joesley garantiu para si, para sua empresa e para seu irmão Wesley tudo aquilo que outros gigantes envolvidos na Lava Jato não conseguiram. Enquanto, por exemplo, Marcelo Odebrecht mofa em uma cela da Polícia Federal e vê suas empresas naufragarem, Joesley brinda a vida nos Estados Unidos e tem suas empresas protegidas de maiores estragos.

Leia também: Lula e Dilma receberam US$ 150 mi em propina da JBS no exterior, diz Joesley 

Ou seja, como é possível que o empresário praticamente venda uma nação em troca de benefício próprio e depois venha com uma desculpa esfarrapada para tentar diminuir sua culpa. Impossível! Joesley devia ter pensado isso quando irrigava propinas por todos os cantos do País para conseguir seu enriquecimento ilícito. Agora soa como uma piada esse pedido de desculpas. Joesley está em seu apartamento de luxo nos Estados Unidos, sem tornozeleira, empresas funcionando a todo vapor e quem sabe até sem peso na consciência, afinal ele pediu desculpas. Isso basta para você?

Leia também: A função do bom jornalismo é checar toda e qualquer notícia e fugir da euforia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.