Tamanho do texto

Divulgação de que evangélicos apoiariam o nome do prefeito à presidência não passa de especulação para induzir desavisados a apoiar o tucano

Possível candidato à presidência do Brasil, o atual prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) parece ter se encantado de vez com a ideia de assumir o posto mais importante do País na eleição presidencial de 2018 e esquecido da sua promessa aos seus eleitores de que cumpriria seu mandato de prefeito até o final.

Leia também: Prefeitura perde mais uma batalha para o tráfico na cracolândia em São Paulo 

Apoio de evangélicos à Doria não passa de rumores
DIVULGAÇÃO/PREFEITURA SP
Apoio de evangélicos à Doria não passa de rumores

Nos últimos dias circulam informações de que Doria já teria até conquistado o apoio dos evangélicos para um possível pleito eleitoral, mas a essa altura do jogo político de poder, isso parece ser muito mais um balão de ensaio para avaliar a reação do eleitor, do que um fato político consolidado.

A verdade é que o apoio fictício dos evangélicos ao tucano não passa de especulação feita para induzir os desavisados a pularem para o lado do atual prefeito de São Paulo. É clara a tentativa de impulsionar o psdbista que até possui uma espécie de “assessoria religiosa” para auxiliá-lo e tem participado de cultos, além de procurar manter um bom relacionamento com líderes evangélicos. Marketing do gestor? Por que um prefeito recém eleito está tão preocupada em conquistar apoio político dos evangélicos?

Leia também: Promessa da prefeitura de SP de reparo em obra completa um mês sem resultado

Vale também pontuar aqui, se é possível acreditar em todas as notícias que andam ao lado do prefeito. Doria fez de tudo para assumir o cargo em 2017 e com pouco mais de 5 meses de gestão, ele já planeja deixar a prefeitura para migrar para a presidência? Como ficam os paulistanos que votaram nele para prefeito? Até a cúpula de seu partido, incomodada com essa tentativa de vôo do prefeito, o excluiu do video de propaganda eleitoral do PSDB. O gestor precisa dar uma explicação sobre isso, focar seu tempo e recursos na adminsitração da cidade que o elegeu e respeitar seu eleitor.

Leia também: Doria perde a batalha para a Cracolândia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.