Tamanho do texto

Internautas comentaram as declarações do ex-presidente que, em diversos momentos, respondeu que apenas a sua esposa tinha conhecimento do caso

Redes sociais ironizam depoimento de Lula e
Reprodução/ Twitter
Redes sociais ironizam depoimento de Lula e "foi a Dona Marisa" é um dos assuntos mais comentados o Twitter

O depoimento histórico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz federal Sérgio Moro nessa quarta-feira (10), na sede da Justiça Federal em Curitiba, causou burbulho nas redes sociais. Afinal, desde o início da manhã desta quinta-feira (11), o termo “foi a Dona Marisa” ficou entre os mais publicados no Twitter.

Isso porque os internautas ironizaram as declarações de Lula que, em diversos momentos, respondeu que apenas a sua esposa, Marisa Letícia – que morreu em fevereiro deste ano –, tinha conhecimento das informações procuradas por Moro.

Em um interrogatório de quase cinco horas ao juiz, o ex-presidente afirmou que nunca teve intenção de adquirir um tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá, em São Paulo. O petista afirmou ainda que a ex-primeira-dama Marisa Letícia comprou uma cota da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) – que era dona do prédio – de um apartamento simples.

Em outro trecho do depoimento, ao ser questionado sobre a compra de um elevador para o apartamento, o petista voltou a negar a aquisição do imóvel. O ex-presidente afirmou que os delatores mentem e ironizou a apresentação de Power Point feita pelo Ministério Público.

Ao ser questionado sobre um documento assinado por Marisa, o petista disse desconhecer o caso, mas afirma que uma das causas da morte da ex-primeira dama foi a pressão sofrida por conta das acusações. 

Veja a seguir as reações de alguns internautas:










Denúncia

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), o ex-presidente teria sido beneficiado com propina de aproximadamente R$ 3,7 milhões, pagos pela construtora OAS. Parte do acordo teria sido quitado por meio da compra e reforma do tríplex no condomínio Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo.

A denúncia aponta ainda que a empreiteira OAS teria aceitado, como parte de acertos de propinas destinadas ao PT, entregar e reformar o imóvel – operações que, somadas, equivalem a mais de R$ 2,4 milhões. Além do episódio envolvendo o apartamento, a construtora também teria pagado, entre 2011 e 2016, as despesas referentes ao armazenamento de presentes que o petista recebeu durante seu período na Presidência da República.

Leia também: STF retira sigilo das delações de João Santana e Mônica Moura

O MPF estima que a empreiteira OAS chegou a pagar cerca de R$ 87,6 milhões em propinas para atuar nas obras das refinarias Abreu e Lima e Presidente Getúlio Vargas, da Petrobras. Deste valor, segundo os procuradores, mais de R$ 3,7 milhões seriam direcionados diretamente ao ex-presidente. A defesa de Lula nega todas as acusações.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.