Tamanho do texto

Conversa foi gravada no Palácio do Planalto com os jornalistas Boris Casoy, Reinaldo Azevedo, Mariana Godoy e Amanda Klein e será exibida às 22h15

A RedeTV! exibe nesta quinta-feira (5), uma entrevista exclusiva com o presidente Michel Temer. Os jornalistas Boris Casoy, Reinaldo Azevedo, Mariana Godoy e Amanda Klein, devem levantar temas em evidência entre os brasileiros como o taxa de desemprego no país e a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em libertar réus na Lava Jato, como o ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu.

Leia também: Vergonha! Entenda os motivos da decisão do STF que soltou José Dirceu

A conversa foi gravada no Palácio do Planalto, em Brasília, na tarde desta quarta-feira (3) e será exibida em edição especial do RedeTV! News Entrevista . Reinaldo, Mariana e Amanda viajaram até a capital para a conversa com o presidente. Boris, âncora do principal telejornal da emissora, fez suas perguntas direto dos estúdios. Pela credibilidade dos entrevistadores, espera-se perguntas fortes, incisivas e diretas ao peemedebista em relação às propostas do governo e a greve geral realizada na última sexta-feira (28).

Jornalistas da RedeTV! devem abordar temas como a reforma trabalhista e da Previdência, além da greve geral
José Cruz/Agência Brasil - 6.4.2017
Jornalistas da RedeTV! devem abordar temas como a reforma trabalhista e da Previdência, além da greve geral


O programa deve abordar os projetos apresentados pelo governo Temer, como a reforma da Previdência , aprovada em comissão especial na Câmara dos Deputados por 23 votos a 14 nesta quarta-feira (3). Após a votação dos destaques, isto é, as mudanças no texto-base reinvidicadas pelos parlamentares ao texto do relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, Arthur Maia, a questão será enviada para apreciação do plenário.

Outro tema que deverá ser discutido é a reforma trabalhista, aprovado na quarta-feira (26) na Câmara dos Deputados. O projeto de lei está no Senado, aguardando as primeiras discussões sobre a urgência ou não de sua tramitação. Ao contrário do modelo adotado na Câmara, o texto não deve passar por uma comissão especial, mas, sim, por pelo menos três comissões de mérito permanentes da Casa: a Comissão de Constituição e Justiça, a Comissão de Assuntos Sociais e a Comissão de Assuntos Econômicos.

Leia também: Virtual candidato em 2018, Joaquim Barbosa diz o que acha de Gilmar Mendes

Na segunda-feira (1º), Dia do Trabalho, o presidente fez um pronunciamento na televisão sobre a reforma trabalhista. "Empresários e trabalhadores poderão negociar acordos coletivos de maneira livre e soberana. O diálogo é a palavra de ordem", garantiu. Os brasileiros poderão acompanhar a entrevista exclusiva da RedeTV! com o Michel Temer nesta quinta-feira (4), às 22h15.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.