Tamanho do texto

Durante cerimônia de entrega de chaves de moradias populares, prefeito de São Paulo rebateu manifestante: “Vai procurar a sua turma lá em Curitiba”

Prefeito de São Paulo, João Doria entrega chaves de moradia popular ao lado dos tucanos Geraldo Alckmin e Bruno Araújo
Fabio Arantes/Secom/PMSP - 29.3.17
Prefeito de São Paulo, João Doria entrega chaves de moradia popular ao lado dos tucanos Geraldo Alckmin e Bruno Araújo

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu provocação de um manifestante pró-Dilma nesta quarta-feira (29), durante a cerimônia de entrega das chaves de moradias populares na zona sul da capital paulista.

Aos gritos, Doria  exclamou que "golpista é quem rouba o dinheiro do povo". "Vai procurar a sua turma lá em Curitiba", alfinetou o prefeito paulistano, em tom exaltado, fazendo referência aos presos da Operação Lava Jato  na capital paranaense.

O momento de fúria do tucano se deu durante o pronunciamento que ele fazia ao lado dos colegas tucanos Bruno Araújo (ministro das Cidades), e Geraldo Alckmin (governador de São Paulo).

Doria exaltava as mulheres que participavam da cerimônia e, ao dizer que "não há homem que segure a força das mulheres", foi interrompido por um rapaz, que complementou o pensamento do prefeito gritando "a força da Dilma pra fazer as casas".

O tucano mudou o tom de voz e não deixou o protesto passar batido.

"Vou dizer pra você que veio aqui tentar estragar a festa destas famílias. Estas famílias não vão dar corda pra você não. Golpista é quem rouba o dinheiro público! Golpista é quem rouba o povo", bradou o prefeito, causando rebuliços no público.

"Vai procurar sua turma lá em Curitiba! Vai procurar sua turma lá em Curitiba! O povo sabe quem é honesto e é decente! Sabe ou não sabe?", indagou o prefeito, dirigindo-se à plateia – que respondeu positivamente.

Triunfante, Doria encerrou seu breve e exaltado pronunciamento propondo "uma salva de palmas para o Brasil". Foi atendido.

Leia também: Teste seus conhecimentos sobre a Lava Jato

Veja no vídeo abaixo:


Morar Bem, Viver Melhor

O curioso embate entre o prefeito de São Paulo e o manifestante pró-Dilma se deu durante a entrega de 192 unidades habitacionais do Loteamento América do Sul, no Grajaú, zona sul de São Paulo.

Os apartamentos populares foram construídos em parceria entre o governo municipal e estadual no programa Morar Bem, Viver Melhor. De acordo com a prefeitura, o empreendimento irá beneficiar 1.188 famílias que foram retiradas de áreas de risco e de mananciais.

Eleito prefeito de São Paulo ainda no primeiro turno na eleição do ano passado, João Doria desponta como posível candidato do PSDB à Presidência da República em 2018. Caso isso se concretize, o empresário desbancaria seu próprio padrinho dentro da legenda, o governador Geraldo Alckmin.

Lava Jato: Cunha quer ser julgado com esposa e pede nulidade de provas da Suíça