Tamanho do texto

Operação Satélite investiga pessoas ligadas a Renan Calheiros, a Eunício Oliveira e a outros dois senadores; ação ocorre em Pernambuco e na Bahia

PF deflagra Operação Satélite, desdobramento da Lava Jato, que tem como alvo pessoas ligadas a senadores
Marcelo Camargo/ Agência Brasil - 05.09.2016
PF deflagra Operação Satélite, desdobramento da Lava Jato, que tem como alvo pessoas ligadas a senadores

Desde o início desta terça-feira (21), agentes da Polícia Federal (PF) estão nas ruas para deflagrar a Operação Satélite, que cumpre mandados de busca e apreensão da Operação Lava Jato.

Leia também: Delação premiada, condução coercitiva, offshore: conhece os termos da Lava Jato?

Os mandados da Operação Satélite foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que é responsável por ações que envolvem pessoas com foro privilegiado, e são cumpridos em Pernambuco, em Alagoas, em Brasília, na Bahia e no Rio de Janeiro.

De acordo com a Globo News , os alvos dessa operação são pessoas ligadas ao ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PDMB-AL), ao atual presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e aos senadores Valdir Raupp (PDMB-RO) e Humberto Costa (PT-PE). Os parlamentares não são alvos de mandados.

A operação deflagrada na manhã desta terça-feira acontece em uma parceria da Polícia Federal com o Ministério Público Federal (MPF) e a Receita Federal. 

Agentes e veículos da Polícia Federal foram vistos em um edifício na avenida Boa Viagem, na zona sul do Recife. De acordo com informações preliminares, são cumpridos quatro mandados em Pernambuco. Detalhes sobre os alvos dos mandados ainda não foram divulgados oficialmente pela Polícia Federal.

Leia também: Lava Jato: operadores do PMDB chegam ao Brasil e vão para carceragem da PF

Dois deles atingem, de acordo com o jornal O Estado de S.Paulo , os empresários Mario Barbosa Beltrão e Sofia Beltrão, ambos ligados ao senador Humberto Costa. Mário Beltrão foi um dos citados na delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, em 2014.  A ação acontece em segredo de justiça.

Nova fase da Lava Jato

De acordo com a Polícia Federal, a Operação Satélite, novo desdobramento da Operação Lava Jato, não tem nenhuma relação com a delação de executivos da empreiteira Odebrecht e a lista de Janot, que segue sob análise do ministro do STF Edson Fachin, relator do caso. Ainda não há previsão de quando Fachin deve dar andamento às investigações que estão sob sua responsabilidade.

Leia também: Mirando em operador do PMDB, PF deflagra nova fase da Lava Jato no Rio

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.