Tamanho do texto

Marisa deu entrada no Hospital Sírio-Libanês na terça-feira da semana passada; seu estado de saúde é considerado gravíssimo e "irreversível"

Segundo informações não oficiais, Marisa Letícia já tem mais fluxo no cérebro, o que caracterizaria uma morte cerebral
Roberto Stuckert Filho
Segundo informações não oficiais, Marisa Letícia já tem mais fluxo no cérebro, o que caracterizaria uma morte cerebral

Com a notícia de que o estado de saúde da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva já é considerado "irreversível" , as redes sociais amanheceram comovidas na manhã desta quinta-feira (2).

A esposa do ex-presidente Lula está sedada na UTI do Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, e, segundo informações não oficiais, não apresenta fluxo cerebral. O hospital ainda não se pronunciou oficialmente sobre a suposta morte cerebral.

Marisa deu entrada no hospital na terça-feira da semana passada (24), quando sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico.

A hashtag #ForçaLula está nos Trending Topics (TTs) do Twitter desde o fim da noite desta quarta-feira (2). Entre as mensagens, há recados de apoio ao ex-presidente e pedidos de respeito à família.

Estão envolvidos nas homenagens internautas que apoiam do ex-presidente petista, pessoas que não divulgam suas posições políticas, e também brasileiros que se dizem contra Lula, mas que "respeitam a dor do ex-presidente". O nome de Marisa é o termo mais citado na rede social.

LEIA MAIS: Marisa Letícia tem melhora no quadro clínico, informa boletim médico

"Não gosto do Lula, mas respeito sua dor pela perda da Dona Marisa", escreveu uma internauta. "A política nos robou muitas coisas, não deixe ela te roubar o único que ainda te resta a alma, o espirito humanitário. #ForçaLula Dona Marisa", escreveu outro.

Estado "irreversível"

O estado de saúde da ex-primeira-dama piorou al longo desta quarta-feira (1), quando o cardiologista Roberto Kalil Filho, que a atende no Hospital Sírio-Libanês, afirmou que o quadro dela é "irreversível".

Na última terça-feira (31), em razão de uma melhora apresentada pela ex-primeira-dama, os médicos chegaram a tirar os sedativos que a mantinham em coma induzido, mas ela reagiu bem e voltou a ser sedada.

No dia anterios, o boletim médico divulgado pelo hospital informou que havia sido "detectada a presença de trombose venosa profunda dos membros inferiores".

LEIA MAIS: Mulher de Lula, Marisa Letícia sofre AVC e é internada em hospital de São Paulo

Segundo a reportagem do canal Globo News , o ex-presidente Lula acompanha a ex-primeira-dama na UTI do hospital, assim como os filhos do casal a amigos próximos, que se revezam entre si. 

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.