Tamanho do texto

Secretaria Nacional da Juventude passa a ser comandada pelo atual presidente da Juventude do PMDB, Francisco de Assis Costa Filho

Francisco de Assis Costa Filho atua à frente do núcleo de Juventude do PMDB desde julho do ano passado
Reprodução/Facebook
Francisco de Assis Costa Filho atua à frente do núcleo de Juventude do PMDB desde julho do ano passado

A Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), que estava sem comando desde que Bruno Moreira Santos foi exonerado na última terça-feira (10), será chefiada a partir desta sexta-feira (13) pelo atual presidente Nacional da Juventude do PMDB, Francisco de Assis Costa Filho.

+ Penitenciária de Roraima amanhece com pelo menos 30 presos mortos

Santos pediu demissão da secretaria de Temer depois da repercussão negativa referente a suas declarações sobre a chacina de presos ocorrida em Roraima. No episódio, Santos afirmou que “tinha que matar mais [presos]” e que “tinha que ter uma chacina por semana”.

Vinculada à Secretaria de Governo da Presidência, a SNJ é responsável por formular políticas públicas e promover cooperações com organismos nacionais e internacionais voltados para os jovens. O despacho do presidente Michel Temer com a nomeação do novo secretário nacional de Juventude foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira.

Francisco de Assis Costa Filho atua à frente do núcleo de Juventude do PMDB desde julho do ano passado, período em que Bruno Moreira Santos se licenciou para assumir a SNJ.

Bruno não foi o único que deu declarações polêmicas a respeito da crise carcerária que o Brasil enfrenta no início desse ano. O presidente da República Michel Temer (PMDB) demorou dias para se pronunciar a respeito do massacre ocorrido em Manaus e, quando falou, chamou o episódio de "acidente pavoroso"

A rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, acabou chamando atenção do mundo todo. A matança causou a morte de 56 presos, sendo a maior carnificina em presídios desde o massacre do Carandiru. Em Roraima, 33 presos foram assassinados durante uma madrugada, no maior presídio do estado, a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc). 

Novo comando na Funai

Outra nomeação oficializada nesta sexta-feira foi referente ao novo presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho da Costa. Especialista em saúde indígena em órgãos como a Câmara e o Ministério da Saúde, Costa chega ao cargo que estava sem um comando efetivo desde junho do ano passado, muito mais tempo sem chefia do que a secretaria.

+ Rebelião que deixou 56 mortos em Manaus é destaque na imprensa internacional

* Com informações da Agência Brasil.