Polícia Civil investiga sonegação de 10 milhões no setor de vinhos em São Paulo
Divulgação Polícia Civil - 09.06.2022
Polícia Civil investiga sonegação de 10 milhões no setor de vinhos em São Paulo

A Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo (Sefaz-SP) deflagrou nesta quinta-feira (9) uma operação para cobrar cerca de R$ 10 milhões em ICMS de 52 empresas do setor de vinho em todo o Estado de São Paulo.

A equipe da Supervisão de Fiscalização Setorial da Sefaz-SP informou que entre fevereiro de 2020 e maio de 2022 essas empresas comercializaram as bebidas alcólicas sem apresentar nos recibos o valor do ICMS incidente, além omitirem o pagamento desses impostos aos cofres do estado.

Em São Paulo, a venda de bebidas como vinhos e similares, estava sujeita à substituição tributária do ICMS . Até 31 de janeiro de 2020 cabia ao fabricante e ao importador a responsabilidade pelo recolhimento do imposto cobrado em toda a cadeia de produção. Porém, a partir de 1º de fevereiro do mesmo ano, o setor voltou a ser regido pelas regras comuns do ICMS , onde cada contribuinte apura e recolhe individualmente o tributo.

O Fisco paulista encontrou indícios de empresas que realizaram as vendas após a mudança das regras sem o destaque do ICMS nas operações e continuou a informar que o imposto havia sido retido anteriormente pelos fornecedores.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários