Rebelião na Penitenciária Lemos Brito, em Salvador
Reprodução/ Metrópoles
Rebelião na Penitenciária Lemos Brito, em Salvador


Cinco detentos morreram após uma rebelião na tarde de domingo (20) em um presídio de Salvador. O motim aconteceu na Penitenciária Lemos Brito, no Complexo Penitenciário da Mata Escura.


O número de mortos foi confirmado ao iG pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) da Bahia . Segundo a pasta, outros 17 detentos estão feridos e foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE) e para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Nenhum agente penitenciário ou servidor do presídio foi atingido.


De acordo com o portal Bahia Notícias, a rebelião foi motivada por uma briga entre facções rivais e um grupo de detentos aproveitou o momento para tentar fugir. Mas a Seap aponta que ninguém conseguiu deixar o complexo e diz que as causas da rebelião ainda estão sendo investigadas pelas autoridades competentes.

Leia Também


Questionada pelo iG sobre como a segurança foi reforçada para evitar novas rebeliões, a assessoria de comunicação da pasta disse que as medidas são sempre as mesmas, mas ponderou que o sistema carcerário está se deteriorando. Posteriormente, em nota, a pasta acrescentou que agrega "esforços de todas as vertentes da segurança pública para fortalecer ainda mais a população carcerária e os seus colaboradores e agentes em geral".

Dados oficiais indicam que há 1.116 internos no presídio Lemos Brito, um excedente de 345 pessoas acima da capacidade do local.

** Ailma Teixeira é repórter nas editorias Último Segundo e Saúde, com foco na cobertura de política e cidades. Trabalha de Salvador, na Bahia, cidade onde nasceu e se formou em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), em 2016. Em outras redações, já foi repórter de cultura e entretenimento. Atualmente, também participa do “Podmiga”, podcast sobre reality show, e pesquisa sobre podcasts jornalísticos no PósCom/Ufba.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários