Corpos encontrados em área de mangue no Complexo do Salgueiro foram retirados pelos próprios moradores e envolvidos em lençóis brancos
Marcos Porto/Agência O Dia
Corpos encontrados em área de mangue no Complexo do Salgueiro foram retirados pelos próprios moradores e envolvidos em lençóis brancos

A Polícia Civil afirmou que voltará ao  Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, e permanecerá na região para "garantir o trabalho" de perícia da Polícia Civil, que deve começar o trabalho ainda na manhã desta segunda-feira (22). Pelo menos  nove corpos foram encontrados por moradores na localidade conhecida como Palmeira, próximo a uma região de mata.

Os mortos foram retirados do local por populares na manhã desta segunda-feira (22), e coberto com lençóis. No sábado (20), o sargento da PM Leandro da Silva, de 40 anos foi morto na comunidade durante confronto com criminosos.

Mais cedo, a PM havia confirmado apenas um homem encontrado morto - ele teria sido reconhecido por policiais do 7º BPM (São Gonçalo) como um dos envolvidos no ataque à guarnição que executou o sargento. A corporação confirmou as mortes após as imagens da retirada dos corpos pelos próprios moradores.

Em áudio que circula nas redes sociais, testemunhas afirmam que havia corpos e ainda sobreviventes escondidos em uma área pantanosa da favela. "Os meninos estão saindo do mangue, pessoal gritando que é morador. Os meninos todos morreram, os do Boaçu também. Os moradores estão ajudando", afirma. Outra pessoa diz que "tem muita gente chorando". "Dizem que o caveirão quando passou, falou: 'valeu, muito obrigado'".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários