Aos investigadores, André alegou que possuia 'proteção espiritual' para escapar do crime e não responder ao homicídio
Reprodução
Aos investigadores, André alegou que possuia 'proteção espiritual' para escapar do crime e não responder ao homicídio

Preso após ser acusado de matar, mutilar, carbonizar e depois beber o sangue de uma pessoa em Samambaia Norte, no Distrito Federal, escolheu a sua vítima por possuir 33 anos, a idade de Cristo. Mesmo com a detenção do suspeito, a polícia da 26ª Delegacia de Polícia segue investigando o caso em busca de novas informações.

A vítima, Antônio Carlos Pires de Lima, foi escolhida para ser parte do ritual por ter a mesma idade de Jesus Cristo quando foi crucificado. Ainda não há a definição se houve alguma desavença entre o assassinado e o autor do crime, André Soares Ferreira, de 39 anos.

Rodrigo Carbone, delegado adjunto da 26ª Delegacia de Polícia - que atualmente conduz as investigações -, afirma que "a vítima foi morta a golpes de tesoura e teve a boca tampada pelas mãos do autor, que usava uma luva de motociclista".


Aos investigadores, André alegou que possuia 'proteção espiritual' para escapar do crime e não responder ao homicídio. "Vamos ver quem tem mais proteção", disse o assassino aos oficiais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários