Seguranças de Ricardo Nunes reagem a assalto e matam criminoso
Reprodução
Seguranças de Ricardo Nunes reagem a assalto e matam criminoso

A Polícia Civil pediu a prisão temporária do suspeito de participar da tentativa de assalto em frente à casa do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) . O homem foi identificado e é procurado pela polícia.

O ato ocorreu por volta das 6h15 da manhã desta quarta-feira (1) , na rua Professor Francisco Maffei. Uma dupla de seguranças da escolta de Nunes reagiu, houve troca de tiros. Na ocasião, o assaltante que estava na garupa morreu.

O caso foi registrado como tentativa de roubo e homicídio consumado pelo 11º DP.

O suspeito que pilotava a moto que aparece nas imagens compartilhadas na internet é um estudante de 20 anos que mora na Zona Sul da capital. De acordo com o delegado Fábio Baena Martim, titular da 6ª seccional da Polícia Civil, que investiga o caso, ele já foi localizado, mas segue foragido. 

Você viu?

A moto utilizada no assalto foi apreendida no Cingapura da comunidade da Paz, em Cidade Dutra, também na Zona Sul. O veículo estava escondido na garagem de um prédio, está com o chassi adulterado e é propriedade do fugitivo, informou o delegado.

"O que a gente percebeu analisando as imagens é que foi um crime de oportunidade. Eles estavam passando e viram a policial da escolta com o celular na mão e tentaram. Uma ação que parecia fácil e acabaram levando a pior", disse Martim, em entrevista coletiva. "A policial agiu em legítima defesa. Ela e o parceiro que estava no carro e conseguiram evitar a justa agressão", acrescentou.

"As informações que tivemos na comunidade da Paz, onde a moto foi encontrada, é que eram ladrões contumazes, eles roubam direto. Roubavam, né. Não roubam mais. Um está morto e o outro, nós vamos mandar para a cadeia para ficar um bom tempo lá", continuou o delegado.

Ainda, um terceiro suspeito foi conduzido à delegacia, mas foi liberado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários