Caso aconteceu na noite desta terça-feira (22)
Reprodução / Top Mídia News
Caso aconteceu na noite desta terça-feira (22)

Uma mulher confessou ter afogado e matado a própria filha, uma bebê de cinco meses, na Vila Bandeirante, em Campo Grande  (MS) . A criança foi levada já sem vida à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) pela mãe e duas amigas, com sinais de estupro na noite desta terça-feira (22). As informações foram apuradas pelo portal Top Mídia News  e reproduzidas pelo Metrópoles .

Os médicos acionaram a Polícia Militar após desconfiarem dos ferimentos nas partes íntimas da criança. De acordo com o portal, a mulher de 21 anos estava alterada e foi levada à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o caso.

No local, a suspeita apresentou duas versões. Primeiro, ela teria dito que matou a filha sozinha em um cano de água no banheiro, porque precisava tirar um "chip da besta".

Depois, ela confessou o homicídio, mas disse que não tinha conhecimento sobre as lesões encontradas na região genital da vítima. De acordo com a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), a mãe foi presa em flagrante por homicídio doloso e estupro de vulnerável.

A criança ainda não tinha sido registrada e nem tomado as primeiras vacinas necessárias. O caso está sendo investigado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários