Policiais checando informações no computador
Reprodução de vídeo/Divulgação/Polícia Civil
A quadrilha oferecia serviços de marketing digital para políticos e, se eles não aceitassem, viravam vítimas dos ataques.

Na manhã desta segunda-feira (21), a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DCRI) com apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ) realiza uma operação contra suspeitos de administrar, pelo menos,  20 perfis nas redes sociais para extorquir dinheiro de políticos.  

A quadrilha oferecia serviços de marketing digital para políticos e, se eles não aceitassem, viravam vítimas dos ataques. Por isso, os criminosos produziam fake news e publicavam em páginas na internet. Depois disso, eles ainda tentavam chantagear e extorquir dinheiro para remover a notícia falsa da internet, de acordo com o portal G1 .

Entre as vítimas dos ataques estão o deputado Áureo Lídio Moreira Ribeiro , a prefeita eleita de Guapimirim, Marina Pereira da Rocha Fernandes , e o atual prefeito de Magé, Rafael dos Santos Souza .

As autoridades cumprem um mandado de prisão preventiva contra Igor Patrick de Souza , apontado como líder da quadrilha. Ele já é considerado foragido, porque não estava em casa no momento da operação. Além disso, oito buscas e apreensões estão sendo feitas pela prática de extorsão, delitos contra a honra, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários