Valmir Tenório
Reprodução
Valmir Tenório, candidato a vereador pelo PT, é assassinado a tiros em Paraty

A Polícia Civil prendeu em flagrante um suspeito de  matar o candidato a vereador pelo PT, Valmir Tenório , em Paraty, na Costa Verde do Rio. O homem, de 60 anos, está sendo acusado por homicídio qualificado por motivo fútil.

De acordo com a investigação, a morte foi motivada por um envolvimento amoroso com a ex-mulher de um gerente do tráfico de drogas da região da Ilha das Cobras, além de ser próximo a pessoas ligadas a uma facção rival a dos executores.

Responsável pela investigação do caso,  a 167ª DP solicitou a prisão preventiva e procura de outros dois homens suspeitos de participação no crime.

Valmir é garçom há 30 anos e disputaria a primeira eleição em novembro. Ele deixa mulher e três filhos. Amigos do candidato dizem que foram surpreendidos com o crime. De acordo com a Polícia Civil, Valmir chegou a ser levado para o Hospital Municipal Hugo Miranda,  baleado na cabeça, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Angra dos Reis.

O delegado da 167ª DP, Marcelo Russo, afirmou ao GLOBO nesta quarta-feira que trabalhava com duas linhas de investigação, e ainda descartava qualquer ligação da morte com a milícia e o tráfico.

"Estamos ouvindo familiares, testemunhas, colhendo provas técnicas, como imagens de câmeras de segurança. Pedimos também exames de necropsia. A princípio, descartamos a motivação política. Valmir era um candidato pouco conhecido e não era envolvido com nenhum grupo político. Ele também não tinha qualquer ligação com a milícia ou com o tráfico. Esperamos encerrar a investigação ainda essa semana para elucidar o ocorrido", afirmou. 

O presidente do PT no Rio, João Maurício, lamentou a morte de Valmir. "Exigiremos da Polícia Civil e das demais autoridades todo o empenho e rigor nas investigações, para que os responsáveis por esse crime bárbaro sejam responsabilizados e punidos", diz em nota.

"Deixo aqui as minhas mais sinceras condolências e solidariedade aos familiares, amigos e companheiros por essa inestimável perda. Valmir do Bibi vai continuar presente em nossos corações, nos estimulando a seguir a luta pelas causas populares e por toda a classe trabalhadora, neste momento crítico que atravessamos em nosso País", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários