mortadela recheada de maconha
Polícia Militar de PE/Divulgação
A droga escondida dentro do alimento pesou 54 gramas

Durante a revista, policiais descobriram que uma mortadela que seria entregue a um preso da cadeia pública de Santa Maria da Boa Vista (PE) estava recheada de trouxinhas de maconha . A droga, no total, pesou 54 gramas. As informações são do portal UOL.

De acordo com o site, a droga foi entregue por um mototaxista, que foi preso em flagrante. O preso que iria receber a droga foi identificado e também foi autuado em flagrante.

Ambos não tiveram os nomes divulgados e o mototaxista foi preso por tráfico de drogas. De acordo com a PM, todos os alimentos enviados a presos são cortados no momento da revista, para garantir que não há nenhum material ilícito escondido, como aconteceu com a mortadela. A embalagem do alimento, segundo os policiais, estava inteira e sem sinais de violação e, mesmo assim, passou pela inspeção.

O mototaxista disse que fez o transporte da sacola que estava a mortadela e a droga do município de Cabrobró (PE) para Santa Maria da Boa Vista pelo valor de R$ 100. O pagamento da corrida seria feito pelo próprio preso, assim que recebesse a encomenda.

Em depoimento, o responsável pela entrega da droga alegou que uma mulher o contratou numa praça de Cabrobró, mas não informou o conteúdo da sacola. Ele não disse o nome dessa mulher, apenas afirmou que ela "é conhecida na cidade".

De acordo com o portal, a delegacia está investigando o caso e tentando identificar a suposta mulher que enviou a droga. O material foi apreendido e levado para a delegacia de Cabrobó. O entregador deverá passar por audiência de custódia em até 48h.

    Veja Também

      Mostrar mais