Cabo Fernando Flávio Flores da Rota foi fuzilado com mais 70 tiros em 2019
Reprodução Facebook
Cabo Fernando Flávio Flores da Rota foi fuzilado com mais 70 tiros em 2019


Investigações das Polícias Civil e Militar apontam que o cabo da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar)Fernando Flávio Flores, 38, assassinado em maio de 2019 com mais de 70 tiros no jardim Satélite, na zona sul, pode ter sido morto por integrantes da corporção.

A hipótese de que o cabo da Rota foi assassinado por membros da corporação ganhou força após a polícia identificar que o carro utilizado no crime foi escoltado por uma viatura, que pertence a um oficial de elite da PM. A polícia ainda não identificou a motivação do homicídio.

Leia também: Jovem baleada na Cidade de Deus tem alta; familiares e testemunhas serão ouvidos

O cabo foi pego em uma emboscada quando saia de casa para ir trabalhar, por volta das 6h35 da manhã, um homem desceu de um I-30 da Hyunday e disparou mais de 70 vezes contra o policial.

Você viu?

A suspeita inicial era de que o oficial foi assassinado por membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), mas a polícia descarta essa hipótese. A SSP (Secretaria da Segurança Pública) diz que "o inquérito policial segue em andamento pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) em segredo de Justiça".






    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários