agressão contra mulher
Agência Brasil
Boliviana e bebê morreram nesta sexta-feira (21).

A boliviana Suely Claudia Fernandez Argani, de 24 anos, foi morta a facadas por seu ex-companheiro, também boliviano, na manhã de sexta-feira (21), no Jardim Brasil, na região Norte de São Paulo . Ela estava grávida de oito meses de um menino, que também morreu. Suely deixou três filhos. O suspeito do crime ainda não foi preso.

Leia mais: Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar

Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento do ataque. Suely estava atravessando a rua quando foi perseguida pelo homem, que a alcançou e a arrastou para a calçada. Na sequência, ele desferiu pelo menos dez golpes de faca na ex-companheira​, a maioria na região do pescoço da mulher.

Na sequência, o homem entrou numa viela, pediu ajuda numa igreja e fugiu. Já ferida, Suley aparece pedindo socorro aos carros que passam, mas é ignorada. Segundo a Polícia Militar (PM), a boliviana foi encontrada sem vida perto do local onde foi esfaqueada .

Leia também: “Na ditadura tinham mais respeito pela Constituição do que agora", diz Lula

Em nota deste sábado, 22, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo informou que o caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). “Diligências estão em andamento para localizar e prender o autor do crime - que está com a prisão temporária decretada”.

    Veja Também

      Mostrar mais