preso arrow-options
Divulgação/Ministério do Interior do Paraguai
Um dos presos recapturados na noite desta segunda-feira pela polícia do Paraguai

A Polícia do Paraguai capturou mais três fugitivos da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero , na fronteira com o Brasil. De acordo com o Ministério do Interior do Paraguai, os homens foram encontrados por volta das 23h30 de segunda-feira (20) em Capitán Giménez, distrito de Arroyito.

Até o momento, quatro presos foram recapturados do lado paraguaio da fronteira e um no lado brasileiro. Ronald Francisco Brítez López, Orlando Manuel Torres Verón e José Enrique Ullón Duarte estavam andando na beira da estrada, a cerca de dois quilômetros da delegacia de polícia de Capitán Giménez.

Eles foram interceptados por agentes das Forças Tarefas Conjuntas, que trabalham na busca dos 75 presos que fugiram no domingo. Os presos já foram encaminhados para o sistema penitenciário.

Os detentos fazem parte do Primeiro Comando da Capital ( PCC ) e pelo menos 40 deles são brasileiros. O episódio causou uma crise no Paraguai — a ministra da Justiça, Cecilia Pérez, colocou seu cargo à disposição e, na manhã desta segunda-feira, trinta agentes penitenciários e o diretor do presídio em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, Christian González, foram presos sob a suspeita de facilitarem a fuga.

Os outros dois presos que já foram recapturados são o paraguaio Sabio Darío González Figueredo, encontrado em uma residência no entorno da unidade prisional, e o brasileiro Eduardo Alves da Cunha, encontrado pela Polícia Militar (PM) do Mato Grosso do Sul.

Leia também: Homem é encontrado carbonizado em agência bancária no centro de São Paulo

Segundo o Ministério do Interior do Paraguai , Figueredo foi surpreendido por agentes de segurança em uma residência localizada na periferia de Pedro Juan Caballero, a cerca de 200 metros de distância do presídio. Ele estava prestes a abandonar a cidade quando foi encontrado.

Já a captura do brasileiro, de acordo com o Departamento de Operações de Fronteira (DOF), divisão da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, ocorreu após os militares reforçarem o policiamento após a fuga na unidade prisional. O homem detido tem 30 anos e é de Imperatriz, no Maranhão. Ele foi abordado por agentes na fronteira e, durante o depoimento confessou que fugira da penitenciária no Paraguai.

    Veja Também

      Mostrar mais