Tamanho do texto

Preso suspeito de envolvimento na morte de menina de 5 anos no Rio. Criança estava no caminho da escola com a mãe quando foi atingida por bala

Agência Brasil

Ketellen arrow-options
Arquivo da família
Ketellen foi atingida por bala perdida durante tiroteio

Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) prenderam nesta quarta-feira (13) Thiago Porto, conhecido também como Thiago Cabeça , apontado como integrante de uma organização criminosa de milícia que atua na região de Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro. A polícia investiga a suposta participação de Thiago na morte da menina de 5 anos .

Ele é suspeito de ter descido de um carro com outros dois homens encapuzados, na Praça da Cohab, com a finalidade de matar um menor de 17 anos, que faria parte do tráfico de drogas e vendia drogas na praça. O menor também morreu no atentado .

Leia mais: 'Mamãe, não chora', disse menina de 5 anos ao ser baleada em Realengo

Os milicianos que agem na região não queriam a venda de drogas na Praça da Cohab e foram atrás de menor, que suspeito de fazer parte do tráfico. O menor estava armado e, segundo testemunhas do crime, ainda chegou a trocar tiros com os milicianos.

Ketellen estava indo para a escola de bicicleta com a mãe, quando foi atingida por um tiro na barriga. A mãe fazia esse trajeto todos os dias com a filha. A menina ainda foi socorrida , mas morreu na noite de ontem (12) em um hospital público.

Contra Thiago havia dois mandados de prisão pendentes pelo crime de homicídio . Ele foi preso escondido em um imóvel na Rua Assutinga, em Realengo, e conduzido para a delegacia especializada, onde será ouvido no inquérito.