Tamanho do texto

Fotos do corpo de Patrícia Salviano, de 23 anos, também foram publicadas nas histórias do WhatsApp. Marido, que é sargento, é procurado por polícia

imagem de mulher e uma foto de status no whatsapp arrow-options
Redes sociais / Reprodução
Fotos do corpo de patrícia também foram publicadas no Whatsapp dela

A polícia investiga publicações feitas nas redes sociais de uma mulher de 23 anos momentos após a morte dela na cidade de Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Patrícia Salviano de Irrthum, que era esposa do sargento Glaysson de Souza Costa, de 46 anos, foi encontrada morta na cama de casa com um tiro na nuca, outro na cabeça e um terceiro no peito. 

Leia também: PEC que torna feminicídio e estupro crimes imprescritíveis é aprovada no Senado

No status do Whatsapp dela, momentos após a morte , fotos do corpo da mulher foram publicadas junto a uma mensagem: “fui trair meu marido polícia deu nisso”. As mensagens ficaram ativas por 24 horas na rede social.

As imagens foram repassadas à polícia, que investiga o caso. O sargento se apresentou à polícia no fim da manhã desta quinta-feira (7) para esclarecimentos e vai aguardar investigação em liberdade. Enquanto aguarda investigação, ele trabalha na área administrativa do 16º Batalhão da PM de Minas Gerais.