Aline
Redes sociais / Reprodução
Corpo de Aline foi encontrado dias após ela sair para comprar fraldas para a filha


A jovem Aline Silva Dantas, de 19 anos, que foi encontrada morta três dias após sair para comprar fraldas para a filha em Alumínio, no interior de São Paulo, foi estuprada antes de morrer. É o que indica o laudo do Instituto Médico Legal, divulgado nesta quinta-feira (03).

Acusado de cometer os crimes, um vigilante de 45 anos foi preso. Segundo a Polícia Civil, Heronildo Martins de Vasconcelos foi encontrado em casa. Com ele, foram apreendidas roupas que usava no dia do crime, um celular e um simulacro de arma de fogo que pode ter sido usado para coagir a vítima. Em momento algum o autor falou sobre a jovem ter sido estuprada antes de morrer. 

Leia também: Vigilante é preso por matar jovem que saiu para comprar fraldas para a filha

A autoria do  crime  foi detectada após a coleta do material biológico do vigilante ser comparada com a encontrada no corpo de Aline. Antes disso, imagens de câmeras de segurança da região em que a vítima foi encontrada também levantaram suspeitas da polícia.

No vídeo, é possível ver Heronildo seguindo a mulher. O homem preso já tem registro na polícia por crime policial e está preso de forma preventiva por pelo menos 30 dias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários