mulher
Youtube/Reprodução
A dupla está sendo procurada pela polícia depois que foi filmada vandalizando o mural


A polícia está procurando dois apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, que foram filmados  destruindo um mural do Black Lives Matter na Califórnia, pintado por moradores no último sábado (04), segundo o The New York Post.


No vídeo, um homem e uma mulher  passam tinta preta sobre a gigante mensagem amarela "Black Lives Matter" ("Vidas Negras Importam", em tradução livre), que havia sido escrita no asfalto do lado de fora de um tribunal local.


A dupla gritava que "não há opressão, o racismo não existe ", enquanto espectadores chocados pediram que parassem, chamando-os de "racistas" e "colonizadores".

"Estamos cansados ​​desse discurso", diz o homem, vestindo uma camiseta vermelha com a mensagem "Trump ... Mais quatro anos". "A narrativa da brutalidade policial, a narrativa da opressão, a narrativa do racismo. É mentira. É uma mentira esquerdista ", continuou ele. 

A mulher,  falando palavrões , retruca que "essa merd* não está acontecendo na minha cidade". No entanto, Washington e Nova York tiveram murais semelhantes pintados.

O Departamento de Polícia de Martinez  emitiu um comunicado , no qual afirmou que "a comunidade passou um tempo considerável montando o mural apenas para ser vandalizado de uma maneira odiosa e sem sentido. A cidade de Martinez valoriza a tolerância, e os danos ao mural foram divisivos e prejudiciais", finaliza a nota. 

A polícia está investigando a filmagem original. A dupla permanece foragida

    Veja Também

      Mostrar mais