Idosa de 86 anos tem reação rara e teve que amputar três dedos
Reprodução/European Journal of Vascular and Endovascular Surgery
Idosa de 86 anos tem reação rara e teve que amputar três dedos

Uma idosa diagnosticada com o novo coronavírus (Sars-Cov-2) na Itália, sofreu uma grave e rara reação à doença.

A mulher de 86 anos, que não teve a identidade revelada, testou positivo para a Covid-19 em abril do ano passado, e três dedos de sua mão direita gangrenaram, e ficaram com a coloração preta.

Cerca de um mês antes de ser infectada, a idosa foi diagnosticada com síndrome coronariana aguda, que causa problemas na coagulação do sangue.

Segundo relatório feito por uma revista médica europeia, a Covid-19 fez com que houvesse um bloqueio no fluxo sanguíneo, impedindo a passagem de sangue para os dedos, causando a gangrena seca.

Com o estado degenerativo da gangrena, os médicos decidiram pela amputação dos dedos, para evitar maiores complicações.

Médicos que participaram do relatório classificaram o caso sendo como “dedos covidais” e “manifestação vascular severa”.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários