Aditya Singh, à esquerda,
Reprodução
Aditya Singh, à esquerda, "morou" no Terminal 2 do Aeroporto Internacional O'Hare, nos EUA


Um homem, que estava com medo de voar devido à pandemia de Covid-19, viveu dentro da área segura de um terminal do Aeroporto Internacional O'Hare, na Califórnia, por quase três meses antes de ser flagrado no último sábado (16) por autoridades americanas.

Aditya Singh, 36, chegou ao Terminal 2 do Aeroporto de O'Hare em um vôo de Los Angeles no dia 19 de outubro e ficou morando dentro da zona de segurança desde então. Usando uma  credencial furtada  de um funcionário local, sobreviveu a maior parte do tempo porque outros passageiros lhe davam comida e água.

Você viu?

Mas, no sábado, dois funcionários da United Airlines confrontaram Singh no aeroporto sobre sua situação e pediram para ver sua carteira de trabalho. Singh mostrou a identificação que usava no pescoço.

O documento havia sido roubado de um gerente de operações  em 26 de outubro. Ao ser preso, o homem disse ter medo de voar para casa devido ao coronavírus e porque outros passageiros lhe deram comida.

De acordo com seu advogado de defesa, Singh, que não tem antecedentes criminais, mora em Orange, subúrbio de Los Angeles. Ele agora responde pelos crimes  de invasão de zona de segurança e furto. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários