Membros participam de reunião
Renee Jones Schneider / Star Tribune
Membros participam de reunião


Quando as portas da igreja se abrem, apenas os brancos podem entrar. Essa é a mensagem que a congregação Asatru Folk Assembly em Murdock, EUA, está passando depois de receber uma permissão funcionar.

Apesar de uma votação do Conselho Municipal aprovar oficialmente a licença neste mês, os moradores locais estão resistindo à decisão. Eles coletaram cerca de 50 mil assinaturas em uma petição online para impedir que a igreja "totalmente branca" faça da cidade a sua casa.

"Acho que eles pensaram que poderiam passar despercebidos em uma cidade pequena como esta, mas gostaríamos de mantê-los sob pressão", disse Peter Kennedy, um residente de Murdock de longa data. "O racismo não é bem-vindo aqui."

Você viu?

Muitos cidadãos acusam os membros de patricarem supremacia branca ou grupo separatista branco, o que é negado por eles. O grupo, com sede em Brownsville, Califórnia, diz que os ensinamentos e a adesão são para aqueles de linhagem estritamente europeia.

Os membros do Conselho de Murdock disseram que não apóiam a igreja, mas eram legalmente obrigados a aprovar a licença, o que fizeram em uma decisão de 3 a 1.

"Fomos altamente aconselhados por nosso advogado a aprovar esta licença por motivos legais para proteger os direitos da Primeira Emenda", disse o prefeito Craig Kavanagh. "Sabíamos que, se isso fosse negado, teríamos uma batalha legal em nosso mãos que podem ser muito caras."


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários