túmulo aberto
Reprodução/redes sociais
O corpo da chinesa foi desenterrado 12 anos após a sua morte

Em Hebei, no norte da China , uma família vendeu o cadáver da filha adulta falecida há 12 anos como uma " noiva fantasma " após desenterrá-la de seu túmulo . As informações são do portal de notícias Daily Mail .

O corpo de Kang Cuicui foi vendido por 80.000 yuan, o equivalente a R$ 62 mil, para se "casar" com um homem também falecido em um antigo ritual de noivado praticado na China.

Segundo o portal, o ritual Yin Hun, também conhecido como " casamento fantasma", tem sido praticado no país há milhares de anos pelos crentes, que acreditam que este processo faz com que as pessoas que morreram solteiras não fiquem sozinhas na vida após a morte, trazendo boa sorte às gerações futuras.

O caso foi publicado pelo jornal estatal chinês Orient Today na última quinta-feira (10). Segundo a publicação, a mulher se suicidou em 2008 após uma discussão com seu marido, Li Zhong. Na época, os pais do marido de Kang gastaram muito dinheiro para realizar um grande funeral antes de enterrá-la em um túmulo com joias de ouro.

No entanto, segundo o jornal, quando visitaram o  túmulo de Kang no dia 14 de novembro, eles ficaram surpresos ao descobrir que tanto o corpo o corpo quanto os bens enterrados junto com a chinesa haviam sido roubados. A família do marido foi até a polícia e descobriram que foi a própria família da mulher que tinha desenterrado o túmulo da filha, conforme o Daily Mail.

Os pais de Kang venderam o corpo da filha como uma "noiva fantasma" para outra família, cujo filho solteiro havia morrido em um acidente de carro. O ritual foi realizado em 23 de novembro e ambos os corpos foram enterrados juntos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários