Shuhei Okawara, 30, dono da loja de máscaras Kamenya Omote, segura uma máscara super-realista baseada em seu rosto real, feita com tecnologia de impressão 3D, em Tóquio
Issei Kato/Divulgação
Shuhei Okawara, 30, dono da loja de máscaras Kamenya Omote, segura uma máscara super-realista baseada em seu rosto real, feita com tecnologia de impressão 3D, em Tóquio


epidemia do novo coronavírus  fez com que um comerciante japonês tivesse uma ideia para lá de interessante: criar uma máscara hiper-realista que modela as características do rosto de outra pessoa em três dimensões.

As máscaras de Shuhei Okawara não protegem contra o vírus, mas "emprestam" a  aparência exata de um adulto japonês não identificado cujas características foram impressas nelas.


Você viu?

"Eu pensei que seria divertido fazer isso", disse ele à Reuters. As máscaras estarão à venda no início do próximo ano por 98.000 ienes ( R$ 4.800 ) cada em sua loja em Tóquio, local conhecido pela venda de produtos e acessórios para festas e apresentações teatrais.

Okawara escolheu seu modelo, a quem pagou 40.000 ienes (R$ 1 mil) pelos "direitos faciais", de mais de 100 candidatos que lhe enviaram suas fotos quando ele lançou o projeto em outubro. Um artesão retrabalhou a imagem vencedora, criada em uma impressora 3D .

As pesquisas iniciais sugerem que a demanda pelas máscaras será grande, disse Okawara. "Como costuma acontecer com os clientes da minha loja, não há tantas pessoas que compram (máscaras) para fins específicos. A maioria as vê como peças de arte."

Ele planeja adicionar gradualmente novos rostos , incluindo alguns do exterior, à coleção.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários